Está aqui

Fluviário de Mora

Equipamentos municipais de Mora reabrem a partir de hoje

A partir de hoje, dia 15 de junho, vários equipamentos municipais irão abrir no concelho de Mora. O presidente da Câmara Municipal definiu a abertura de diversos espaços, uma ação inserida nas medidas de desconfinamento do concelho. O Centro Cultural de Cabeção e a Casa da Cultura de Mora são os primeiros a reabrir as suas portas e a reiniciar as suas atividades.

Mora: Fluviário e Museu do Megalitismo reabrem para a semana

O Fluviário de Mora, o Museu Interativo do Megalitismo e a Casa Museu Manuel Ribeiro em Pavia, vão abrir já na próxima semana, indicou a autarquia local.

Dia 22 de junho, estes três polos de atração turística do concelho alentejano vão reabrir ao público no cumprimento das medidas impostas pela pandemia da Covid-19.

800 mil visitantes no Fluviário de Mora

Já se contam 11 anos desde a sua inauguração; este fim se semana, o Fluviário de Mora deverá receber o visitante número 800 mil, uma ocasião única que a Câmara de Mora pretende assinalar.

O visitante 800 mil terá direito a um prémio surpresa e à oferta de um pack com dormida e refeições, além da visita ao Fluviário de Mora e ao Museu Interativo do Megalitismo.

FLUVIÁRIO DE MORA RECEBE O "TEMÍVEL" SILURO

O Fluviário de Mora acabou de receber uma nova espécie exótica, o temível Siluro ou Peixe Gato Europeu. Este exemplar foi capturado no rio Tejo e junta-se assim à família do daquele fluviário. O Siluro é uma das maiores espécies de peixes de água doce, chegando a atingir cerca de 2,8 metros de comprimento. É um predador nocturno e, por ser de fácil propagação, é considerada uma espécie invasora.

BOLO E CHAMPANHE PARA TODOS NO FLUVIÁRIO DE MORA

O maior e mais completo fluviário do país, reconhecido por toda a Europa, está em Mora, no Alentejo Central, e faz amanhã 10 anos de existência. 10 anos depois e mais de 800 mil visitantes, o Fluviário de Mora marca hoje a vida de um concelho com menos de 5 mil habitantes e o impacto na economia local tem beneficiado restauração e serviços locais em geral.

Para celebrar a data o Fluviário de Mora vai oferecer bolo de aniversário e champanhe para todos os visitantes no próximo sábado, dia 25 de março.

MORA: ABERTAS CANDIDATURAS AO PRÉMIO JOVEM CIENTISTA DO ANO

O período de candidaturas ao Prémio Fluviário de Mora 2016 – Jovem Cientista do Ano decorre até ao dia 31 de Dezembro e distingue alunos de doutoramento, mestrado ou licenciatura que tenha publicado, como primeiro autor, um artigo (revista SCI), no ano a que se refere o concurso, na temática conservação e biodiversidade de recursos aquáticos continentais (Estuários e Rios).

Este prémio já distinguiu 11 jovens investigadores, promovendo o desenvolvimento do conhecimento nas áreas da Conservação e Biodiversidade dos Recursos Aquáticos Continentais (Rios e Estuários).

MORA: FLUVIÁRIO E DELTA CAFÉS LANÇAM CAMPANHA PROMOCIONAL

São cinquenta mil (50 000) pacotes de açúcar com uma colecção de imagens do Fluviário de Mora e que vão chegar às mesas de cafés e restaurantes da Grande Lisboa e do centro do País. Num acção conjunta com a Delta Cafés, a colecção de imagens do Fluviário de Mora em pacotes de açúcar revela, entre outros segredos, que as lontras são capazes de assobiar, guinchar e chiar, que os cágados são mais antigos que os dinossauros, que os peixes nunca dormem e que há rãs venenosas no Alentejo.

COMO UMA VILA ALENTEJANA ENGANOU O DESAPARECIMENTO

Com menos de 5 000 habitantes o concelho de Mora, distrito de Évora, teve que se reiventar para escapar ao inexorável despovoamento de que padece o interior do país, particularmente o Alentejo. Primeiro foi o Fluviário, um aquário público dedicado aos ecossistemas de água doce inaugurado a 21 de Março de 2007 e que colocou a vila no mapa dos locais nacionais a visitar. 

FLUVIÁRIO DE MORA REPRODUZ MONSTROS DO RIO

O aquário “Monstros do Rio” do Fluviário de Mora, que alberga espécies de maior porte, foi maternidade para 10 carpas juvenis cujas mães têm mais de 20 quilos.

Neste momento os exemplares tem 15cm de comprimento e mantêm-se  unidos entre a vegetação do aquário para sobreviver entre 18 exemplares gigantes, de Cyprinus carpio (carpas), Luciobarbo bocagei (barbos) e exemplares da família Acipenser sp.(esturjão).

Ao fim de nove anos o Fluviário de Mora, com mais de 500 exemplares de 65 espécies de animais que habitam os rios,  já recebeu mais de 750 mil visitantes.

750 MIL VISITANTES NO FLUVIÁRIO DE MORA

Tem menos de dez anos, no entanto, o impacto do Fluviário de Mora no concelho e na região já faz sentir de modo relevante.

Sendo o factor de maior atração do concelho de Mora (Évora), o Fluviário já conta com cerca de 750 mil visitantes, num concelho com cerca de 5 mil habitantes.

O Presidente da Câmara de Mora, Luís Simão, declarou à Lusa que "Em Mora, há um tempo antes do Fluviário e um tempo pós-Fluviário. É um projeto que marca de forma muito nítida a vida do concelho."

Páginas