Está aqui

energia solar

Santiago do Cacém com mil milhões de investimento e um parque de baterias da Tesla

São mil milhões de euros de investimento. Chama-se “projeto de 1 GW”,  terá lugar em Santiago do Cacém, e é o maior e mais ambicioso projeto solar fotovoltaico em Portugal.

Quase entrar na fase de licenciamento, este projeto, segundo avança artigo do Jornal “Expresso” prevê que seja criado um parque de baterias da Tesla, algo inédito em Portugal.

Comporta: nova central solar a funcionar já em março

No final de março, já estará em funcionamento a nova Central Solar do Sado, na Comporta, concelho de Alcácer do Sal.

São 28512 painéis operacionais e 525w e três inversores de potência unitária 4360kVA que vão criar uma central de 15MWp em cerca de 38 hectares, resultado do investimento da empresa PROCME.

A produção estimada é de 29,5GWh, suficiente para satisfazer os consumos de eletricidade de mais de 13 mil habitações.

 

Fonte: Câmara Municipal de Alcácer do Sal

 

Mina de S. Domingos: menos eucaliptos, mais azinheiras e um parque solar

Na mina de S. Domingos, os eucaliptos vão voltar a dar lugar às tradicionais azinheiras, medronheiros, além de uma central solar.

A empresa proprietária do antigo complexo mineiro de S. Domingos já terá comunicado à Câmara de Mértola a intenção de substituir o velho eucaliptal – que já começou a cortar - numa área de cerca de 600 hectares, por outro tipo de árvores, como azinheiras e medronheiros, revela um artigo de Carlos Dias no jornal “Público”, bem como criar um parque solar.

Espanhóis vão investir 100 milhões no Alentejo e Algarve em energia solar

A Audax, empresa de energias renováveis com sede em Espanha, e a operar em Itália e Alemanha, com previsão de entrar a curto prazo na Polónia e Bélgica, vai investir 100 milhões em centrais solares em Portugal.

A espanhola Audax prevê investir cerca de 100 milhões de euros dos dois projetos arrecadados nos últimos leilões solares em Portugal, com a construção de uma central fotovoltaica no Alentejo e outra no Algarve.

Empresa de Évora promove projeto que leva energia renovável à Suazilândia

A Multiply Energy, de Évora, é a empresa promotora de um projeto que envolve duas startups portuguesas que irão levar energia renovável à antiga Suazilândia.

A plataforma de financiamento colaborativo Fintech GoParity associou-se à startup madeirense InnovaKeme para se criar uma solução modular que produz calor e eletricidade com recurso à biomassa e energia solar. O resultado é a SolarWood, que será instalada num hospital em Essuatíni, antiga Suazilândia.

Universidade de Évora investiga aperfeiçoamento das centrais solares de concentração

Os investigadores do Instituto de Ciências da Terra (ICT), polo da Universidade de Évora (UÉ) Edgar Abreu, Paulo Canhoto e Maria João Costa desenvolveram um modelo para estimar a radiação circunsolar com recurso a medidas normalmente disponíveis em estações radiométricas (estações que medem a intensidade da radiação solar).

Secretário de Estado garante encerramento antecipado da central de Sines

O Secretário de Estado da Energia, João Galamba, disse, durante uma apresentação aos interessados no novo leilão de potência solar, que o encerramento antecipado de Sines pode ser benéfico e pode provocar  que a produção de energia solar nos lotes em leilão, comece antes do prazo estimado.

Franceses investem 300 milhões de euros na energia solar alentejana

A empresa francesa Akuo, pretende iniciar, em 2021, a construção de três centrais solares no Alentejo.

O projeto prevê que, passado um ano, possa iniciar a produção solar.

Este projeto surge após a empresa – com presença em 15 países - ter vencido três lotes no primeiro leilão de energia solar em Portugal em 2019, sendo mesmo a empresa que assegurou a construção de mais potência.

Alentejo produz metade da energia fotovoltaica do País

O mais recente relatório da Direção-Geral de Energia e Geologia mostra que o país em 2019 produziu o dobro da energia fotovoltaica do que em 2014 e que cerca de metade da produção nacional está no Alentejo, onde a energia solar já representa 12% de toda a eletricidade consumida na região, como avança hoje o separador de economia do Expresso.

Meio milhão e Mértola terá a maior central fotovoltaica do país

São cerca de 500 mil euros de investimento que vão criar, em Mértola, a maior central fotovoltaica do país e que terá uma potência total instalada de 557.568.000 Wp.

O projeto - a cargo da empresa Fermesolar - prevê a implementação de 1.267.200 painéis que, em conjunto com as estruturas necessárias, ocuparão uma área de 703 ha. Já está em consulta pública junto com necessário estudo de impacte ambiental.

O corredor da Linha Elétrica desta central terá cerca de 18,6 km e passa pelos concelhos de Mértola, Alcoutim e Tavira.

 

Imagem de brasil247.com

Páginas