Está aqui

Energia

Alentejo coberto com rede de alerta de radioatividade

O Alentejo estará também coberto por uma rede de alerta de radioatividade que irá cobrir o território nacional continental.

Serão 24 estações fixas as que, até final deste ano, vão garantir a monitorização de radioatividade no ar e na água, neste caso, nos três principais rios nacionais, cobrindo o norte, centro e sul do país.

Esta rede, a RADNET, é gerida pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e as estações vão medir em contínuo a radiação gama (radiação eletromagnética, a mais perigosa para o ser humano, geralmente associada à energia nuclear) no ar.

A bela Vila do Crato ficou mais amiga do ambiente

A vila alentejano do Crato já é mais amiga do ambiente e conta, desde esta semana, com um carregador elétrico para automóveis, após a instalação do primeiro Posto de Carregamento de Viaturas Elétricas (PCVE) no concelho.

Este posto está localizado no parque de estacionamento do Largo Dr. Belo Moraes, e o presidente da autarquia, Joaquim Diogo, já estreou o novo equipamento da vila alentejana.

Secretário de Estado garante encerramento antecipado da central de Sines

O Secretário de Estado da Energia, João Galamba, disse, durante uma apresentação aos interessados no novo leilão de potência solar, que o encerramento antecipado de Sines pode ser benéfico e pode provocar  que a produção de energia solar nos lotes em leilão, comece antes do prazo estimado.

Almaraz - a central nuclear mais próxima do Alentejo aberta até 2028

Almaraz é a central nuclear espanhola mais próxima do Alentejo, a 110km, foi esta semana autorizada pelo Conselho de Segurança Nuclear (CSN) espanhol a estar aberta até outubro de 2028. O seu período de vigência terminava em junho deste ano.

Propriedade da Iberdrola, Endesa e Naturgy, está em funcionamento desde 1981 e teria uma vida útil de cerca de 40 anos, no entanto, tem apresentado várias falhas e avarias, levando mesmo a vários alertas por parte das associações ambientalistas, eurodeputados portugueses e até a pedidos de explicação por parte do governo português.

 

Central Termoelétrica de Sines fecha portas mais cedo que o previsto

A Central Termoelétrica de Sines vai fechar mais cedo do que o previsto por razões económicas.

Alentejo: nestes postos não faltará combustível

Quase a ter início a tão falada greve dos camionistas e sem uma solução à vista, há postos no Alentejo onde não faltará combustível.

Estes postos são da Rede Estratégica de Postos de Abastecimento (REPA). No total do nacional são 325 postos, mais 16 que o decretado na greve anterior. Há 56 postos só para viaturas prioritárias.

Estes são dados da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE) e que prevê para o Alentejo 27 postos de abastecimento: 22 para veículos em geral e 5 para veículos prioritários - dois postos nos distritos de Beja e Évora e um em Portalegre.

Alandroal - central solar custa 13 milhões de euros e começa a produzir em 2020

O investimento de 13 milhões de euros da nova central solar no Alandroal vai começar a dar retorno já em 2020, quando começar a produzir energia. O lançamento da primeira pedra será amanhã, quarta-feira.

A ser construída na Herdade do Pego da Moura, numa área superior a 30 hectares, a Central Solar do Freixial, terá uma capacidade instalada pico de 18,5 megawatts e vai “equilibrar” os consumos anuais do concelho e contribuir para a sustentabilidade.

EDP constrói central na Califórnia com tecnologia testada no alentejano

É com um toque alentejano que a EDP vai construir na Califórnia, nos Estados Unidos, uma central solar de 100 megawatts e com um sistema de baterias de 30 megawatts.

O contrato do “Sonrisa Solar Park” prevê ainda a venda dessa energia durante 20 anos e é inovador porque, pela primeira vez, está acoplado a um sistema de larga escala de armazenamento de energia em baterias.

EDP testa sistema revolucionário em Évora

Há um sistema revolucionário na Energia que a EDP vai testar no Alentejo, mais concretamente na aldeia de Valverde, em Évora.

A juntar-se à localidade alentejana . Onde serão 40 as casas em teste – estarão outra localidades nacionais como Alcochete, Caldas da Rainha, Valverde e Mafra, num total de 214 casas.

Este projeto está a ser coordenado por investigadores do Porto e pela EDP e que, já este mês, procurarão soluções que visam auxiliar os consumidores a melhorarem a eficiência energética dos seus eletrodomésticos.

Porto de Sines volta a bater recorde

Já este ano de 2019, o porto de Sines voltou a bater um recorde, desta feita o do seu recorde diário de regaseificação de GNL.

De acordo com informações da britânica S&P Global Platts Analytics, o Porto de Sines bateu o recorde diário de regaseificação, tendo o porto alentejano contado 19 milhões de metros cúbicos de regaseificação de gás natural liquefeito a 15 de março, batendo um recorde que datava de janeiro passado.

Páginas