Está aqui

Eleições Autárquicas

A REALPOLITIK CHEGOU ÀS AUTARQUIAS OU AFINAL A IDEOLOGIA É UMA BATATA?

Apesar de se usar quando falamos de relações internacionais, o termo “realpolitik” tem perfeita utilização hoje quando olhamos para a realidade saída das eleições autárquicas do passado dia 1 de Outubro e para os negócios que têm sido feitos entre partidos de Esquerda e de Direita em Câmaras e Juntas de Freguesia.

Mas afinal o que é isto da Realpolitik?

O conceito de “realpolitik” é antigo. Podemos encontra-lo já em Maquiavel e ao longo da história teve adeptos como Bismark ou Kissinger.

AUTÁRQUICAS: QUEM PERDEU E QUEM GANHOU NO ALENTEJO

Começamos por Beja. O PS tem muitos motivos para festejar no Baixo Alentejo. É que retirou 4 Câmaras Municipais à CDU, que tinha a maioria delas até ontem. Barrancos, Moura, Castro Verde e Beja passam assim para a governação dos socialistas, ficando  apenas Cuba, Alvito, Vidigueira e Serpa nas mãos dos comunistas.

O PS tem uma vitória especial na capital de distrito, que venceu com maioria absoluta, depois de há 4 anos a ter perdido para a CDU.

Beja

INTERIORIDADES

É comumente conhecido que, sempre que se aproximam as eleições autárquicas, as questões das interioridades assumem um lugar de destaque nos discursos mais acerbados.

A quantidade de pensamentos não estruturados, reflexos de ideologias operadas a partir do erro, tornam-se frequentes.

PROPOSTAS PARA ÉVORA

No passado dia 24 de Fevereiro, a Concelhia da Juventude Socialista de Évora apresentou o seu manifesto autárquico, dando assim continuidade à iniciativa levada a cabo nas últimas eleições autárquicas.

O documento apresentado é composto por 59 propostas e um desafio não só ao próximo executivo camarário, mas também a todo o concelho.

O manifesto abrange doze áreas de intervenção com propostas que têm em conta as necessidades do Concelho e também a necessidade de estabelecer parcerias e protocolos, diminuindo assim os custos na concretização dos projectos apresentados.

AS OBRAS DO COSTUME ESTÃO DE VOLTA

As eleições autárquicas estão cada vez mais próximas e as listas candidatas e os respectivos candidatos vão começando a aparecer. É tempo das equipas pertencentes a Executivos Municipais que se queiram voltar a recandidatar, de olear a estratégia e meter mãos às obras.

Como? É fácil, basta verificar nos nossos Concelhos desde os mais pequenos arranjos, à requalificação de bens municipais, até à nova prioridade em tapar o buraco da estrada da nossa terra que já poderia estar tapado há mais de 10 anos.

O AUTARCA: DO TROLHA AO DOUTOR

Atenção, se quiser concorrer a um cargo político, quem sabe já nas próximas eleições autárquicas, deve suspender imediatamente a leitura deste texto e começar a estudar, com enfoque especial nas áreas do Direito e da Gestão. "Quem se propõe a estes cargos dirigentes deve certificar-se de que possui as qualificações e capacidades suficientes para os desempenhar".

JERÓNIMO DE SOUSA QUER MAIS CÂMARAS ALENTEJANAS PARA O PCP

Jerónimo de Sousa vai participar em Avis, no Sábado, dia 7 de Maio, no 15º Encontro Regional de Quadros do Alentejo do PCP. O encontro tem como tema "Por um Alentejo Desenvolvido - Reforçar o Partido e junta o PCP de Beja, Évora, Litoral Alentejano e Portalegre. A pouco mais de um ano das eleições autárquicas o PCP prepara-se para definir as grandes linhas políticas para reforçar a posição do Partido que detém 19 câmaras municipais alentejanas (40%), num total de 47.

Resta saber como vão lidar o PCP e o PS na disputa autárquica, já que são aliados no Governo.