Está aqui

Derrama

Alcácer do Sal mantém IMI no valor mais baixo

O Município de Alcácer do Sal vai manter o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) no seu valor mais baixo, de 0,3 por cento para os prédios urbanos para o ano de 2019.

“Embora o IMI constitua uma fonte receita para o Município, optamos por manter a taxa no seu valor mais baixo, uma vez que entendemos ser mais importante o apoio às famílias através da manutenção do alívio da carga fiscal”, declarou o presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença.

Portalegre não vai cobrar Derrama às empresas

Mais de duas centenas das 308 câmaras do país optaram este ano por cobrar derrama às empresas, um imposto municipal que incide sobre o lucro tributável sujeito e não isento de IRC obtido no ano anterior com actividade na respectiva área geográfica. Dentro deste grupo há 63 municípios que optaram por cobrar taxas reduzidas e um número relevante delas que admite isenções a empresas que reúnam condições específicas para o efeito mas o destaque vai para as capitais de distrito onde apenas três não vão cobrar derramas às empresas. Trata-se de Portalegre, Bragança e Casteo Branco.

VIANA DO ALENTEJO BAIXA IMPOSTOS

As famílias e as empresas vão pagar menos impostos em Viana do Alentejo (Évora). Para além de manter as taxas de IMI no mínimo, 0,3%, o município introduziu para 2016 descontos que começa nos 10% para quem tem um filho e que podem ir até aos 20% para as famílias que tenham a seu cargo três ou mais crianças.

Já quanto às empresas, a Câmara Municipal de Viana do Alentejo fixou para 2016 a taxa de derrama em 0,25%, que esteve fixada em 2015 em 0,5%, para empresas com volume de negócios inferior a 150 000 euros, sendo que para as restantes, a taxa a cobrar será de 1%.