Está aqui

Declaração de Impacte Ambiental

Ambientalistas contestam central solar em Ferreira do Alentejo

A associação ambientalista Zero contestou hoje a construção de uma central solar fotovoltaica em Ferreira do Alentejo (Beja), por afetar uma zona rica em termos geológicos e botânicos, e criticou o processo de avaliação ambiental do projeto.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Zero explicou que a central, promovida pela empresa Qsun Portugal 4, “vai afetar uma área global de cerca de 500 hectares, na qual mais de 200 hectares serão ocupados por painéis e outras estruturas”.

Plataforma cívica contra centrais fotovoltaicas em Évora

Os projetos de duas centrais solares fotovoltaicas no concelho de Évora estão a ser contestados pela plataforma cívica “Juntos pelo Divor”, que alega que vão provocar “danos irreversíveis” na paisagem e na vida dos moradores e agentes turísticos.

Em declarações à agência Lusa, Ana Barbosa, porta-voz da plataforma, disse que “os projetos vão alterar a paisagem da zona, vão artificializá-la completamente e não podemos permitir que provoquem danos irreversíveis”.

Posta ação em tribunal contra Linha de Muito Alta Tensão no Alentejo

A Associação ProtegeAlentejo interpôs uma ação em tribunal para tentar impugnar a Declaração de Impacte Ambiental (DIA) da Linha de Muito Alta Tensão do projeto da central fotovoltaica Fernando Pessoa, no concelho de Santiago do Cacém.

Em comunicado, citado pela agência Lusa, a associação revelou que a ação administrativa que visa impugnar a DIA emitida pela Agência Portuguesa do Ambiente deu entrada, no passado domingo, no Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Beja.

Fábrica de baterias de lítio em Sines com DIA favorável condicionada

O projeto de construção da fábrica de baterias de lítio para automóveis da chinesa CALB em Sines, recebeu Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável condicionada.

De acordo com a DIA, emitida este mês e consultada pela agência Lusa no portal Participa, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) deu parecer favorável condicionado ao projeto da unidade industrial considerado de Potencial Interesse Nacional (PIN).

Serpa: relatório ambiental de “Circuito do Sol” em consulta pública

O Relatório de Conformidade Ambiental do Projeto de Execução (RECAPE) do projeto “Circuito do Sol”, que pretende avançar com um complexo turístico, desportivo e tecnológico vocacionado para os desportos motorizados elétricos, no antigo Kartódromo de Serpa, está em consulta pública até 4 de dezembro.

Barragem do Pisão aprovada pelo Presidente da República

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou o diploma do Governo que constitui o Empreendimento de Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos (EAHFM) do Crato e adota medidas excecionais para a sua concretização.

Na nota publicada na página da Presidência da República, citada pela Lusa, o Chefe de Estado diz que, para a promulgação, teve em consideração “o consenso, sucessivamente reafirmado, acerca da importância essencial da Barragem do Pisão” e “o apoio manifesto da Associação Nacional de Municípios Portugueses”.

Barragem do Pisão com parecer “favorável condicionado”

O projeto da Barragem do Pisão, no concelho de Crato, obteve Declaração de Impacte Ambiental (DIA) com parecer “favorável condicionado”, sendo escolhida a “Alternativa 2” por apresentar “impactes mais reduzidos” de entre as duas estudadas.

Nova Central Solar no Alentejo fornece energia limpa a 141 mil casas

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) acabou de aprovar a versão revista do projeto da Central Solar de Cercal do Alentejo que, com uma capacidade instalada estimada de 275 MW, irá fornecer energia limpa a 141 mil casas, através da produção de 596 GWh de energia, por ano.

De acordo com a Green Savers, a Aquila Clean Energy, empresa que vai implementar o projeto, tinha feito alterações no âmbito da Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável, mas condicionada, emitida no ano passado.

“Juntos pelo Cercal do Alentejo” contesta nova central fotovoltaica

O movimento cívico “Juntos pelo Cercal do Alentejo”, composto por cidadãos ligados à região, opõe-se à construção da central fotovoltaica da Central Power e tenciona utilizar todos os meios possíveis para impedir a concretização do projeto aprovado no passado dia 29 de julho.

De acordo com o Observador, o movimento lançou ainda uma campanha de crowdfunding para recolha de fundos para as despesas desta causa, que já captou mais de 5 000 euros.

Central Solar em Cercal do Alentejo obtém parecer ambiental favorável

O projeto de uma central solar, que prevê a instalação de 553 800 painéis fotovoltaicos, em Cercal do Alentejo, no concelho de Santiago do Cacém, obteve Declaração de Impacte Ambiental (DIA) favorável, mas com condicionantes.

De acordo com a agência Lusa, o Título Único Ambiental, emitido pelo Governo, a 29 de julho, refere que a DIA teve decisão favorável, mas condicionada, por parte da Agência Portuguesa do Ambiente.