Está aqui

dança

Um convite a “desdobrar-se”, a quebrar estereótipos e atravessar fronteiras

O novo Festival da PédeXumbo faz um convite a “desdobrar-se”.

Em Évora, a reconhecida associação alentejana vai trazer o “Desdobra-te” – Festival de Dança e Outras Artes e que vai invadir a cidade de 22 a 24 de novembro, prometendo quebrar estereótipos e atravessar fronteiras no contexto da dança tradicional (e não só!).

Novembro é o mês da dança e esta iniciativa – que conta com o envolvimento de vários parceiros e entidades - será o evento de maior dimensão já realizado por esta associação com quase 25 anos.

2 anos depois: Andanças regressa ao local do incêndio

Dois anos depois do incêndio que destruiu mais de 400 viaturas estacionadas junto ao recinto do certame e que ocorreu durante a realização do Festival Andanças, nas margens da albufeira de Póvoa e Meadas, em Castelo de Vide, o local voltará a ser o palco deste festival icónico do Alentejo.

O regresso ao local já foi confirmado pelo presidente da Câmara de Castelo de Vide que referiu ainda um reforço de segurança e que o festival já foi autorizado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Companhia de Dança de Évora vai atuar na Dinamarca

A CDCE – Companhia de Dança Contemporânea de Évora vai dar início à nova temporada com a apresentação de Tristão e Isolda, a mais recente criação da coreografa Nélia Pinheiro,.

Em setembro, a obra será apresentada em Oeiras e no Posthus Teatret, em Copenhaga, capital da Dinamarca.

Esta criação estreou.se em maio, em Castelo Branco, por ser uma encomenda do Município de Castelo Branco à coreógrafa Nélia Pinheiro, numa parceria com a CDCE como entidade co-produtora.

Em Évora, tudo se passa à volta de um mastro

“Um mastro por um dia” é uma proposta artística da Associação PéDeXumbo.

“O mastro como um pau que se ergue para chegar ao céu e assim agradecer, sabe-se lá a quem, uma boa nova que aconteceu ou que aí vem…

O momento de dançar à volta desta marca, a celebração do que é o trabalho em comunidade para um fim, o derrubar o mastro…

O fecho de uma promessa de festa que não acaba!...”

Castelo De Vide numa “Roda Viva” com o Andanças

Castelo de Vide vai dançar e andar numa “Roda Viva” com o início da 23ª edição do Festival Andanças e que decorrerá de 1 a 5 de agosto, em Castelo de Vide.

Com o tema “Roda Viva”, esta edição do festival conta com 8 palcos e com mais de 300 atividades entre oficinas, animações para crianças e famílias, bailes, concertos, atividades de relaxamento e desenvolvimento pessoal, além de vários passeios, cinema, teatro, performance e sessões de DJ.

Vai querer entrar quando começar "Lá Fora"

Todos vão querer entrar quando começar o “Lá Fora”!

A 5ª edição do Festival Internacional de Artes Performativas, em Évora,  de 7 a 10 junho, contará com vários artistas e diferentes iniciativas de várias áreas artísticas, da dança, à multimédia e às artes performativas.

Crato: Waking Life quer desligar o mundo digital

Já há cartaz para a segunda edição do Festival Waking Life e que acontecerá no Crato, 15 a 19 de agosto, na floresta, com um lago ao lado – o festival procura a mistura com ambientes naturais e promoção de práticas sustentáveis - e com mais de uma centena de atuações de músicos e DJ, especialmente de música eletrónica, mas também de jazz e música africana.

Andanças 2018 vai pôr Castelo de Vide numa "Roda Viva"

Já tem data o a edição 2018 de Festival Andanças: 1 a 5 de agosto, em Castelo de Vide. A edição deste ano tem como tema “Roda Viva” e marca o regresso do festival ao espaço urbano, adotando um novo formato com uma programação redimensionada e mais reduzida.

ALENTEJO É CASA DA DANÇA CONTEMPORÂNEA INTERNACIONAL

Muitos espetáculos, workshops e atividades educativas marcam o FIDANC 2017 - Festival Internacional de Dança Contemporânea e que vai decorrer - entre os dias 18 e 28 de outubro – em Évora.

Com a estreia de obras de diversos criadores, dirigidas a vários públicos e idades, esta edição pretende, além dos espetáculos, dar a conhecer um outro lado da dança com atividades que permitem desenvolver diferentes ângulos de leitura das obras apresentadas, e novos conceitos de interpretar o corpo e o espaço, estimulando uma relação entre artistas e públicos.

FESTIVAL FLAMENCO HERITAGE PASSA NO ALENTEJO

Será a primeira vez que o "Festival Flamenco Heritage" vai afastar-se da geografia da capital, Lisboa.

Assim, este ano, o festival que homenageia o Flamenco – símbolo importantíssimo da cultura espanhola - não vai estar confinado aos limites de Lisboa e vai chegar a Évora e a Campo Maior.

Passando por mais três cidades nacionais - Lagoa, Vila do Conde e Aveiro e Campo Maior – esta edição irá também à capital espanhola, Madrid, onde apresentará espetáculos deste estilo de dança.

Páginas