Está aqui

Cortiça

Preço da cortiça no Alentejo cai 10% e custo de mão-de-obra aumenta

As cotações da cortiça mais frequentes na área de mercado do Alentejo diminuíram de 5% a 10%, em relação à campanha anterior, com os custos de mão-de-obra a aumentarem entre 1 a 2 euros por arroba, revelam os dados do SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas, relativos à semana de 28 de junho a 4 de julho de 2021.

Exportação para os EUA de vinho com rolha de cortiça crescem 97%

A exportação para os EUA de vinho com rolha de cortiça cresceram 97% e, numa década, os Estados Unidos da América (EUA) são o principal mercado de exportação da cortiça, com um valor de 196 milhões de euros.

Os norte-americanos são os maiores consumidores mundiais de vinho e o mercado de vinho premium nos EUA é agora liderado por vinhos vedados com rolha de cortiça. Embora para nós portugueses vinho e cortiça terem uma relação direta, nos EUA era mais comum encontrar-se vinho com vedantes artificiais: rosca ou rolha plástica.

Cortiça portuguesa é destaque em exposição de referência da arquitetura mundial

A cortiça é de novo o material de eleição do Serpentine Summer Pavilion. Fornecida pela Corticeira Amorim, o maior grupo de transformação de cortiça do mundo, a matéria-prima genuinamente portuguesa volta, assim, ao lugar de destaque numa das exposições de referência da arquitetura mundial. São 200 metros quadrados de cortiça que, neste caso, responderam ao desafio do estúdio sul-africano Counterspace de construir uma instalação com o foco na sustentabilidade.

Alunos de Coimbra criam lancheira de cortiça inspirada no Alentejo

Um grupo de estudantes da Universidade de Coimbra (UC) criou uma lancheira ecológica à base de cortiça, inspirada num recipiente tradicional de alimentos, usado, no passado, por trabalhadores agrícolas no Alentejo.

Em comunicado, a UC, citada pela Lusa, refere que a lancheira ecológica, denominada The Cork Food Box, é produzida com cortiça e um bioplástico, em colaboração com a Amorim Cork Composites, empresa do grupo Amorim, líder mundial na indústria da cortiça.

Coruche lança concurso de criatividade e empreendedorismo com o Montado

Com o objetivo de incentivar o estímulo da criatividade e do empreendedorismo no território o Município de Coruche volta a organizar mais uma edição da iniciativa “Montado de Sobro e Cortiça - Concurso de Ideias e Criatividade”, que vai na 4.ª edição.

Alter do Chão: corticeira investe 4 milhões em nova unidade fabril

Uma fábrica de transformação de cortiça, em Alter do Chão, está a construir uma nova unidade fabril no concelho, num investimento de quatro milhões de euros, revelou à agência Lusa fonte do município.

O grupo MASILVA está presente em Alter do Chão há 20 anos e conta com mais de 30 trabalhadores, sendo que, após a criação desta nova fábrica, deverá criar entre 10 a 15 novos postos de trabalho.

Paisagem de montado em Portugal perde 5 mil hectares por ano

Portugal, e sobretudo o Alentejo, tem a maior área de montado de sobro e de azinho do mundo, fazendo um total de cerca de um milhão e duzentos mil hectares, ou seja, mais de 20% de toda a floresta nacional. No entanto, os números mostram que desde 1990 que Portugal perde, em média, cinco mil hectares desta área por ano.

Corticeira Amorim toca os 20 milhões de lucro no primeiro trimestre

A Corticeira Amorim aumentou lucros para 19,9 milhões no primeiro trimestre, conforme indicação daquela empresa enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Ali a Corticeira Amorim indica que a sua atividade se mostrou imune à pandemia de covid-19 até março, mas estima quebras para os meses de abril, maio e junho.

A Corticeira Amorim fechou o primeiro trimestre de 2020 com lucros de 19,9 milhões de euros, o que representa um aumento de 6,8%, em comparação com igual período do ano passado. As vendas neste período subiram 0,7%, para 203,7 milhões.

Évora lidera projeto de rega de precisão de sobreiros para produção intensiva de cortiça

Liderado pela equipa de investigação Pró-FlorMed da Universidade de Évora e do MED (Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento), o REGACORK, grupo operacional envolvido no projeto de investigação em rega de precisão de sobreiros, foi apresentado recentemente a uma audiência de 200 participantes com interesse na fileira da cortiça. 

Corticeira Amorim vale 1500 milhões de euros na bolsa

A Corticeira Amorim é a maior empresa de transformação de cortiça no mundo, com vendas consolidadas superiores a 760 milhões de euros e presença em mais de 100 países – afirmou António Rios Amorim.

A intervenção foi feita no evento comemorativo dos 150 anos da primeira fábrica do grupo, onde António Amorim referiu que a empresa exporta 93% da sua produção, tendo a maior rede de distribuição do mundo, com um total de 51 empresas, como avança hoje  Vida Económica.

Páginas