Está aqui

Comboios

Descontos de 40% nos passes da CP no Alentejo Central

Já a partir de julho, os passes da CP podem ter um desconto de 40% para os residentes no Alentejo Central nas deslocações para a Área Metropolitana de Lisboa.

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC) já assinou com o Estado "um contrato de delegação e partilha de competências para a aplicação do Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART) aos transportes ferroviários", revelou esta semana à comunicação social.

CP ainda não encomendou novos comboios para linhas regionais

A CP foi autorizada a comprar 22 novos comboios para o serviço regional em setembro de 2018, contudo, o novo material circulante ainda não foi encomendado, esperando-se que as 22 unidades apenas cheguem no final de 2024.

De acordo com o Dinheiro Vivo, a primeira aquisição de novos comboios está parada no Tribunal de Contas (TdC), que aguarda mais esclarecimentos da empresa pública ferroviária.

Vendas Novas, Montemor-o-Novo, Évora e Viana do Alentejo com descontos nos passes do comboio

Após negociações que duraram quase um ano, a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), o Governo e a CP chegaram a acordo e os contratos interadministrativos de delegação de competências para o transporte ferroviário, contemplam descontos nos passes dos utilizadores do comboio para todos os utilizadores da Linha do Alentejo, nas suas deslocações para Lisboa.

Estes descontos serão aplicados aos usuários de Vendas Novas, que o conseguiu estender a Montemor-o-Novo, Évora e Viana do Alentejo.

Intercidades vão parar em todo o país, exceto no Alentejo

A partir de amanhã, 9 de abril, e pelo menos até dia 13, a CP suspende a circulação de praticamente todos os comboios de longo curso dos comboios Alfa Pendular e as viagens de Intercidades ficarão reduzidas à região do Alentejo.

Nos próximos dias, apenas vão circular dois comboios Intercidades em Beja (586 e 587), no percurso Casa Branca e Beja, que utiliza automotoras a gasóleo por este troço não ser eletrificado. No mesmo período, vão existir quatro viagens em Évora (comboios 590, 596, 692 e 696), que incluem paragens, por exemplo, em Pegões, Poceirão e Vendas Novas.

4 milhões de euros para modernizar comunicações nos comboios do Alentejo

O Governo autorizou, esta semana, através de portaria, a CP - Comboios de Portugal a despender mais de 4 milhões de euros em equipamentos de comunicações para linhas do Alentejo e Évora.

A despesa justifica-se em face da necessidade de aquisição de equipamentos de comunicações móveis GSM-R de voz e dados para as unidades motoras que operam no Alentejo e de Évora para outros lugares do país, mas também nas linhas de Cascais, Algarve e Beira Baixa.

COMBOIO VOLTOU A ELVAS SEIS ANOS DEPOIS

Seis anos depois do fim da ligação, os comboios de passageiros voltam a ligar a estação do Entrocamento a Elvas. A Linha do Leste volta assim a ligar o Entroncamento a Elvas depois de ter sido suprimida em 2011 por, segundo a CP, registar um prejuízo anual de 1,2 milhões de euros. A viagem "inaugural" foi ontem, com o comboio a chegar a Elvas pouco depois das 13h00.

Já em setembro de 2015 foi reativada a ligação do Entroncamento a Portalegre. com ligações a Lisboa, Porto e Coimbra, às sextas-feiras e domingos. Dois anos depois chega a vez de Elvas voltar a ter esta ligação.

LINHAS CRUZADAS

Os comboios são lagartas que deslizam em linhas de ferro. São lagartas às cores, cinzentas, vermelhas, azuis e amarelas. Nas linhas de ferro, frias e desumanizadas, os comboios deslizam suavemente como se fossem lagartas. Em carreiros como aqueles que as formigas fazem, deslocam-se de um lado par ao outro, cheios de gente lá dentro.

626 MILHÕES DE EUROS PARA LINHAS NO ALENTEJO

O corredor internacional sul, que prevê a construção de uma nova linha entre Évora Norte e Elvas (79 km), a eletrificação e modernização dos corredores Sines-Ermidas-Grândola e Évora-Évora Norte e a instalação do sistema ERTMS entre Évora e o Caia vai receber 626 milhões de euros de investimento e permitir não só uma ligação direta à fronteira do Caia, como um aumento de capacidade diária na saída de carga do Porto de Sines.

INVESTIMENTO NA LINHA DO ALENTEJO

A Infraestruturas de Portugal (IP) deu luz verde para avançar com os principais projetos de modernização da rede ferroviária nacional, inscritos no PETI- Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas, delineado pelo anterior Governo e classificados como projetos prioritários pelo Grupo de Trabalho para as Infraestruturas de Elevado Valor Acrescentado (GTIEVA), de acordo com a notícia avançada pelo Económico.

ÉVORA / CAIA

Vai avançar a nova linha ferroviária entre Évora e Elvas/Caia.

A nova linha ferroviária entre Évora e Elvas/Caia está prevista no Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas 3+, que contempla a ligação entre Sines, no litoral alentejano, e a fronteira com Espanha por ferrovia de mercadorias. Para António Ramalho, presidente da Infrastruturas de Portugal é a grande prioridade de Portugal na ferrovia, concluindo o corredor Sines-Caia-Madrid, com possibilidade de circulação de comboios de mercadorias até 750 metros e 1400 toneladas de peso.