Está aqui

Cláudio Torres

Mértola abre campanha de escavações arqueológicas a residentes

A vila histórica de Mértola volta este ano a promover a arqueologia e a valorização do património através de um programa de iniciativas que visam envolver a população na promoção e valorização do seu património histórico e cultural. Não é por acaso que Mértola tem um Campo Arqueológico fundado em 1978 pelo célebre arqueólogo Cláudio Torres e que foi em 2015 vencedor do prémio das Academias Pontifícias do Vaticano, pelo Papa Francisco pela descoberta surpreendente de "comunidades católicas" bem enraizadas, que acabaram por se converter ao Islão.

Bloco de Esquerda quer travar "monoculturas intensivas" no Alentejo

O BE esteve em Serpa para debater a questão das monoculturas em torno de Alqueva, num encontro que contou com o arqueólogo Cláudio Torres e Maria José Roxo, coordenadora científica pelo Centro Experimental de Erosão de Vale Formoso. Os problemas com a erosão, sobrecarga de pesticidas e contaminação das linhas de água decorrem das monocultura intensivas, que o BE pretende limitar através de "iniciativas legislativas".

MÉRTOLA: PAPA FRANCISCO PREMEIA CAMPO ARQUEOLÓGICO

O Campo Arqueológico de Mértola recebeu o prémio das Academias Pontifícias do Vaticano, este ano dedicado aos primeiros séculos do Cristianismo, pelo trabalho realizado nesta área.

Em declarações à Agência ECCLESIA, Cláudio Torres, arqueólogo, fundador e diretor do Campo Arqueológico de Mértola considerou que o prémio é um reconhecimento muito importante para a investigação que se desenvolve no sector e que representa motivação extra para todos os que ali trabalham.