Está aqui

CIMBAL

ESCOLAS DE SERPA E CASTRO VERDE VÃO TER OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO

A declaração é de Tiago Brandão Rodrigues, Ministro da Educação, ao Correio do Alentejo. "Estamos preparados para fazer todo o trabalho de forma célere e acreditamos que a Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo (CIMBAL) também fará o seu trabalho".

Para as obras avançarem é preciso que a CIMBAL assine o Pacto, de acordo com um modelo que está a ser implementando um pouco por todo o país e que os municípios estabeleçam um acordo de cooperação com o Ministério da Educação e depois "é um trabalho de empreitada pública relativamente simples. Isto aconteceu por todo o país.

COMO SE ESCREVIA NO BAIXO-ALENTEJO?

Em Almodôvar está patente uma mostra da “História da Escrita no Baixo Alentejo - Das Origens aos Nossos Dias”.

No Fórum Cultural de Almodôvar, e da responsabilidade da CIMBAL – Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo, esta exposição pretende dar a conhecer a Escrita no Baixo Alentejo ao longo da História e a sua evolução, evidenciando o património histórico-cultural do Baixo Alentejo e promovendo a coesão territorial.

Esta exposição – cofinanciada pelo Alentejo 2020 - irá depois percorrer os vários municípios membros da CIMBAL.

 

Imagem de it.123rf.com

AEROPORTO DE BEJA "DESPERDIÇADO"

A autarquias do Baixo Alentejo não têm medido esforços para ultrapassar os problemas decorrentes do "potencial que tem estado a ser desperdiçado" com o aeroporto de Beja. A Comunidade Intermunicipal do Baixo Alentejo tem estado numa ronda de reuniões com os grupos parlamentares a defender um melhor aproveitamento do aeroporto de Beja e dos projectos de melhoramento das acessibilidades da região, como adiantou à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Beja, João Rocha.

ALENTEJO VAI SER REGIÃO?

As quatro Comunidades Intermunicipais do Alentejo estão juntas na AMAlentejo, o movimento alentejano que defende a regionalização da região e que está a preparar o Congresso "Mais Poder Local, Mais Democracia, Melhor Alentejo", a decorrer a 2 Abril em Tróia.
 
O Movimento vai debater em Congresso as autarquias locais como agentes de desenvolvimento, defender a implementação das regiões administrativas e apresentar exemplos das vantagens da Regionalização em vários países da Europa.

BAIXO ALENTEJO DEBATE ATRATIVIDADE E INVESTIMENTO

A Fundação para os Estudos e Formação Autárquica promoveu, na passada sexta-feira, uma conferência dedicada aos dirigentes e trabalhadores das autarquias e das entidades intermunicipais.