Está aqui

CEBAL- Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-alimentar do Alentejo

CEBAL promove Roadshow Tecnológico Nacional em defesa do cardo

O CEBAL — Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-alimentar do Alentejo, em colaboração com o Instituto Politécnico de Beja e a Universidade de Évora, vão promover um Roadshow Tecnológico Nacional intitulado “Valorização Integrada do Cardo” cuja primeira sessão tem lugar no dia 25 de novembro, a partir das 9h30, em formato digital.

Investigadoras do Alentejo ganham bolsas de doutoramento

Duas investigadoras que desenvolvem atividades de Investigação & Desenvolvimento no Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL) foram contempladas com bolsas de doutoramento, no âmbito do Concurso Nacional para a Atribuição de Bolsas de Investigação para Doutoramento de 2020 pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT).

Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar alentejano venceu o Prémio Vida Rural 2020

O Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL) venceu o Prémio Vida Rural 2020, na 7.ª Edição do AgroIN, que decorreu no início de outubro, sendo o galardão foi atribuído pela revista Vida Rural em parceria com a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA).

Setor Agroalimentar do Alentejo vê 4 novos projetos aprovados

O Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL) tem quatro novos projetos aprovados na área da Transferência de Conhecimento e Tecnologia, financiados pelo Programa Operacional Regional do Alentejo – Alentejo 2020 no Sistema de Apoio a Ações Coletivas “Transferência do Conhecimento Científico e Tecnológico”.

Estudo realizado no Alentejo mostra os benefícios da esteva na dieta animal

Uma investigação realizada no Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-Alimentar do Alentejo (CEBAL) concluiu que existem vários benefícios na utilização de esteva na alimentação animal.

O projeto “CistusRumen – Utilização de Esteva na Alimentação de Ruminantes – Melhoria da eficiência alimentar e da qualidade dos produtos e redução do impacto ambiental” reuniu mais de 30 investigadores de 7 instituições nacionais durante 48 meses, com o objetivo de explorar a utilização da esteva ou dos seus extratos na dieta de ruminantes.

“Compadres, descobriram o ADN do sobreiro!”

Foi uma equipa portuguesa de 21 elementos - coordenada pelo CEBAL- Centro de Biotecnologia Agrícola e Agro-alimentar do Alentejo – que estudou e publicou aquela que será a primeira versão da sequenciação do ADN do sobreiro.

A pesquisa e o objetivo fazem parte do projeto “Genosuber”- Sequenciação do genoma do sobreiro (Quercus suber)” e que teve início em 2013.