Está aqui

Capela dos Ossos

Os ossos que lá estão, esperam os seus, novamente

É um ícone de Évora e do Alentejo e atrai milhares de turistas anualmente. A Capela dos Osso de Évora reabre ao público a partir da próxima terça-feira, 19 de maio, bem como o Núcleo Museológico de Arte Sacra e a Coleção de Presépios Canha da Silva.

Com 380 mil visitantes em 2019, o horário será das 9h às 19h, sendo a última entrada às 18h30 e estarão em vigor as regras gerais do desconfinamento: uso obrigatório de máscara, desinfeção das mãos à entrada e à saída e distanciamento entre as pessoas.

Só entrarão 10 pessoas em simultâneo para permitir o distanciamento mínimo.

CAMPO MAIOR: A CAPELA DOS OSSOS QUE POUCOS CONHECEM

Em Portugal, quando ouvimos falar em “Capela dos Ossos”, pensamos imediatamente na capela da Igreja de São Francisco de Évora, que é de facto a maior do país. Mas, na verdade, existem pelo menos mais quatro. A segunda maior encontra-se em Campo Maior, e o Município deseja reabri-la ao público.

ÉVORA: S. FRANCISCO REABRE APÓS OBRAS DE 4 MILHÕES

Dia 4 de Outubro, dia de eleições, é o dia marcado para voltar a haver culto na Igreja de S. Francisco, onde está a famosa Capela dos Ossos, após um ano de obras de mais de 4 milhões de euros de investimento.

Mas esta reabertura também marcará a inauguração de uma nova área museológica, que vai receber a colecção de arte sacra da igreja e a colecção de presépios do major-general Fernando Canha da Silva.

TIME elege Capela dos Ossos como um dos 10 locais mais estranhos do planeta

Do lado de fora, a Igreja de São Francisco, localizada na pitoresca cidade Portuguesa de Évora, parece-se com qualquer outro santuário de devoção. 

Mas as aparências enganam. 

Lá dentro está a Capela dos Ossos (clicar para ver imagens da Capela). 

Com pouco espaço para enterrar os mortos, monges empreendedores no século XVI mudaram os restos de 5.000 cadáveres para esta capela consagrada, decorando o espaço com estas ossadas.