Está aqui

Café

Grupo Nabeiro traz o Ginga e 1.200 toneladas de café para Portugal

A Angonabeiro, empresa do Grupo Nabeiro, prevê exportar cerca de 300 toneladas de café Ginga, uma marca angolana de café, para Portugal.

Já estão a caminho do país 56 toneladas de café em grão da marca angolana, que o grupo Nabeiro distribuirá por Portugal e outros países da Europa.

O grupo fundado por Rui Nabeiro prevê ainda importar para 1.200 toneladas de café verde, proveniente de Angola, para a sede do grupo em Campo Maior, de modo a ser utilizado em diversos lotes produzidos aí.

Café a aumentar as exportações

Desde 2010, as exportações da marca “Portuguese Coffee”, da AICC - Associação Industrial e Comercial do Café, já cresceram 43 por cento, o mesmo será dizer 14 milhões de quilos de café torrado que partiram de Portugal um pouco para todo o mundo e que são mostra de que Portugal, nesta área, está no caminho certo.

Rui Miguel Nabeiro, presidente da AICC, revelou estes dados no 12º Encontro Nacional do Setor Torrefator, e que tinha por tema “Turismo e Exportações”.

ESTAMOS A BEBER CAFÉ A HORAS ERRADAS

Em dia que muitos procurarão desesperadamente um café para despertar depois de uma noite de farra, um ritual que se repete com grande intensidade em todos os outros dias, seja para ir trabalhar, cuidar dos filhos ou estudar, é de questionar se o café fará a diferença que achamos que faz.

Há entendidos que explicam que podemos estar a beber café a horas erradas e, por isso, não estaremos por um lado a tirar do café todo o seu potencial e, por outro, apenas a criar dependência da cafeína.

CHEFS NA COZINHA INVENTAM NOVOS AROMAS PARA DELTA Q

A marca alentejana de café Delta Q vai lançar uma nova gama de cafés, a Chef’s Collection, e Vítor Sobral e Chakall serão os primeiros chefs a integrar este projeto.

Surge também um novo café com certificação biológica, o Delta Q bio, que apresenta notas aromáticas cítricas, de chocolate e caramelo.

São duas novas gamas que visam inovar e continuar a surpreender o consumidor e acompanhar as novas tendências do mercado.

 

Imagem de pmemagazine.com

O CONTRABANDO DO CAFÉ REGRESSA AO ALENTEJO

O contrabando de café está de volta ao Alentejo e é promovido pela Câmara de Marvão.

Trata-se da iniciativa “Percurso do Contrabando do Café” que decorrerá a 6 de maio, pelas 8:30h, e são aproximadamente 10 kms que se pretendem sejam uma homenagem aos antigos contrabandistas da raia.

O contrabando foi outrora a forma de vida das populações raianas que percorriam trilhos e caminhos pelos campos e montanhas. São esses caminhos e percursos pedestres que se pretende se tornem agora uma oferta turística.

 

CONTRABANDO DO CAFÉ VOLTA A MARVÃO

Durante anos o contrabando foi a principal forma de vida e sustento para muitos habitantes a viver junto à fronteira. Alguns dos caminhos, utilizados pelos contrabandistas, podem ser agora revisitados através do “Percurso do Contrabando do Café”. Uma caminhada promovida pelo Município de Marvão, onde são esperadas duas dezenas de participantes, no próximo sábado, dia 7 de maio de 16.

A EXPRESSÃO DO CAFÉ

Hoje, dia mundial do café, quantos já bebeu? Um, dois, três ou quatro? Ou mais? Poucas bebidas podem gozar do estatuto e fascínio que o café conseguiu impor no quotidiano mundial, chegando a ser a segunda bebida mais consumida do mundo, apenas ultrapassada pela água. “Ir ao café”, “estar no café”, “beber um café”, é também uma instituição da identidade portuguesa, que Eduardo Prado Coelho também ilustrou no seu “Nacional e Transmissível”. Por isso, este artigo procura debruçar-se sobre as histórias, os locais e algumas expressões que partilhamos e a que tanto recorremos. Em torno de uma bebida que além da sua história é envolta em histórias, mistérios, lendas, citações, filosofias, e percalços do dia-a-dia.

DELTA CAFÉS ATACA FORTE NA SUÍÇA

A Delta Cafés realizou uma movimentação empresarial na Suíça e comprou a carteira de clientes do seu distribuidor, criando agora a empresa Novadelta Suisse.

A Delta Cafés - uma marca reconhecida internacionalmente e que se confunde com a imagem do seu fundador, o Comendador Rui Nabeiro -   realizou assim o seu objetivo de reforçar a presença no mercado Suíço. A recém-nascida Novadelta Suisse tem já com uma carteira de 350 clientes, na sua maioria a operar no canal Horeca.

ISTO HOJE NÃO VAI LÁ SEM CAFÉ

Hoje isto não está a funcionar. Preciso de um café para acordar. Se calhar preciso de vários.

É daqueles ou daquelas que precisa de café para começar o dia? E se lhe dissessemos que essa necessidade pode ser um mito? Ou que pode estar a fazer tudo errado no que trata a beber café?

CAFÉ? 4 RAZÕES PARA DIZER SIM

Que o café traz benefícios é quase senso comum, basta beber um e sentir a diferença, para ais, com qualidade, além dos benefícios, sabe também muito bem.

Páginas