Está aqui

Cabeça Gorda

Sabe o que é uma Silarca? Beja dedica-lhe um Festival

A Silarca, cilarca, tortulho ou silerca, é um cogumelo comestível que existe a sul do tejo, em Espanha e Portugal e que vive em simbiose com o sobreiro e com a azinheira. E integra tanto a gastronomia alentejana que Beja tem um festival que lhe é inteiramente dedicado, o Silarca Festival do Cogumelo 2019, na freguesia de Cabeça Gorda, e que vai para a sua 6.ª edição, tem data marcada para 8, 9 e 10 de março.

O Festival do Cogumelo começa esta semana em Beja

Começa na sexta-feira a 5.ª edição do Silarca Festival do Cogumelo, e decorre até domingo, dia 4 de março, na Cabeça Gorda, em Beja.

Valorizar os recursos endógenos existentes na região, em particular a Silarca - um cogumelo silvestre e a preservação, promoção e valorização do Cante Alentejano – Património Imaterial da Humanidade são os objetivos desta iniciativa que contará com a participação de 5 grupos corais infantis e de jovens.

UM FESTIM DE COGUMELOS EM BEJA

O Silarca 2017, o festival dedicado ao cogumelo em Beja, na freguesia de Cabeça Gorda, e que vai para a sua 4.ª edição, tem data marcada para 3 a 5 de março e a organização envolve a autarquia local e o movimento associativo.

A iniciativa conta com 50 expositores confirmados, todos ligados à produção de cogumelos, ervas aromáticas, artesanato regional e doçaria local. Para além dos expositores o evento conta com o envolvimento de 9 restaurantes que se dedicarão aos petiscos e pratos regionais com as silarcas.

SABE O QUE É A SILARCA? BEJA TEM UM FESTIVAL QUE LHE É DEDICADO

A Silarca, cilarca, tortulho ou silerca, é um cogumelo comestível que existe a sul do tejo, em espanha e portugal e que vive em simbiose com o sobreiro e com a azinheira. E integra tanto a gastronomia alentejana que Beja tem um festival que lhe é inteiramente dedicado, o Silarca, Festival do Cogumelo.

A edição deste ano já está agendada para os dias 3, 4 e 5 de Março, e vai decorrer na freguesia de Cabeça Gorda, em Beja, que cruza o seu valor económico, a tradição gastronómica e social em torno deste fungo e o cante, moldura cultural de um povo ligado à terra.