Está aqui

Bombeiros Voluntários

Governo reforça Bombeiros com 3,2 milhões de euros

O Ministério da Administração Interna aprovou ontem a Diretiva Financeira 2022, em articulação com a Liga dos Bombeiros Portugueses.

Nesta Diretiva destacam-se o aumento de 7% nos montantes associados à comparticipação diária efetuada aos Bombeiros integrados nos dispositivos. A comparticipação diária aos Bombeiros passa, assim, de 57€/dia para 61€/dia e, no caso dos elementos de comando, de 67€/dia para 71€/dia e a atualização em cerca de 15% dos montantes das despesas com alimentação, passando o valor do almoço e do jantar de 8,75€ para 10€.

Bombeiros Voluntários vão ter equipas especializadas de combate à pandemia

A Secretária de Estado da Administração Interna determinou ontem, no âmbito das medidas de resposta do Governo à pandemia da doença COVID-19, a criação de equipas especializadas em todos os corpos de bombeiros voluntários do território continental, por forma a reforçar os meios para operações de apoio na área da saúde pública.

As equipas especializadas intervêm no apoio, socorro e transporte de doentes, através da afetação permanente de uma ambulância de socorro e respetiva tripulação.

Vendas Novas doa 10 mil máscaras aos Bombeiros para angariarem fundos

O Município de Vendas Novas comprou 10 mil máscaras cirúrgicas para doar à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vendas Novas, que agora serão transformadas em donativos através da sua venda por um preço simbólico, entre os 50 cêntimos e 1 euro.

"Guerra" entre Bombeiros e Governo estende-se ao Alentejo

A maioria das corporações de bombeiros do Alentejo não está a reportar informações operacionais aos comandos distritais de operações de socorro (CDOS). Em 44 corporações de bombeiros alentejanas, 33 não passam informação aos respetivos CDOS. Apenas uma corporação de bombeiros em Évora e dez no distrito de Portalegre, continuam a transmitir informações operacionais aos CDOS. Segundo Inácio Esperança, presidente da Federação Distrital de Bombeiros a corporação de Reguengos de Monsaraz não aderiu ao protesto por ainda estar a avaliar a situação.

O QUÃO PEQUENOS SOMOS

Esta imagem reflecte tudo o que todos nós temos vindo a sentir perante esta tragédia. Não são “apenas” o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e o Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes num abraço emocionado. São dois homens a tentar reagir perante a dimensão da tragédia que assolou Pedrógão Grande.