Está aqui

Azeite

300 toneladas de Azeite de Serpa rumam aos EUA

São 300 toneladas de azeite alentejano que, nos próximos anos, vão chegar à mesa dos norte-americanos.

A Herdade Maria da Guarda – responsável por cerca de 2% da produção nacional de azeite – realizou um acordo com o produtor norte-americano “California Olive Ranch” para a exportação de azeite alentejano de Serpa, para as terras do “Uncle Sam”, como avança o Jornal Económico.

Portugal é país do mundo onde a percentagem de azeite de qualidade é a mais elevada, sendo que perto de 75% da produção nacional é considerada como azeite de qualidade de topo.

Azeite do Alentejo é cada vez mais desejado pelo mundo fora

O Alentejo produz perto de 76% do azeite nacional. A qualidade já existia e foi melhorada, depois houve um investimento na promoção e foi tudo quanto bastou para o Azeite Alentejano ver as exportações a aumentar e um desejo cada vez maior em comprar azeite alentejano pelo mundo.

O investimento em promoção, por parte do Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo (CEPAAL) foi de 265 mil euros, no últimos três anos, centrado em seis países: Alemanha, Brasil, Canadá, Dinamarca, Estados Unidos da América e Suécia.

Azeite alentejano vence medalha de ouro em certame nacional

Foi na Feira Nacional de Olivicultura que o azeite alentejano “O Amor é Cego” conquistou o prémio para melhor azeite de azeitona galega.

A Feira Nacional de Olivicultura – que decorreu em Valpaços, numa organização da Câmara Municipal de Valpaços, a Cooperativa de Olivicultores de Valpaços, o CEPAAL - Centro de Estudos e Promoção do Azeite do Alentejo, a Associação dos Olivicultores de Trás-Os-Montes e Alto Douro e a CAP - reúne, exposição de produtores e fornecedores e a realização do concurso de azeite virgem.

Azeites de Moura e Barrancos trazem mais medalhas para o Alentejo

À Cooperativa Agrícola de Moura e Barrancos começa a faltar espaço para a quantidade de medalhas e reconhecimentos que tem recebeido pelos seus azeites. 2019 tem sido um ano de especial importância para a CAMB que, só no último mês, já recebeu diversos prémios em locais tão variados quanto Portugal, China e Nova Iorque.

Estudo de investigadores alentejanos defende olival nacional

Está concluído um estudo iniciado em 2016 e que conclui que as oliveiras nacionais são tão rentáveis quantos as variedades estrangeiras que proliferam agora pelos campos alentejanos. O estudo foi desenvolvido por investigadores da Universidade de Évora, do Politécnico de Portalegre, do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) e do Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL) e verifica que há motivos para valorizar as variedades de oliveiras portuguesas, o que atesta a qualidade da azeitona nacional e da qualidade do seu azeite.

Agropecuária, azeite e vinho - está de regresso parte da História de Estremoz

A agropecuária, o azeite e o vinho – além da gastronomia de modo geral, da tradição e animação - regressam em força a Estremoz.

Vem aí a 33ª edição da Feira Internacional Agropecuária de Estremoz – FIAPE e começa no próximo dia 1 de maio.

Integrados na feira, existirão vários concursos como o XXIV Concurso de Cozinha Alentejana, o VII Concurso Regional de Azeites – Prémio FIAPE e o V Concurso de Vinhos de Estremoz e aos quais se juntam, este ano, o II Concurso Nacional de Ovinos Suffolk e o XX Concurso Nacional de Jovens Reprodutores de Raça Charolesa.

Espanhóis investem 10 milhões de euros em lagar de azeite no Alto Alentejo

A espanhola Migasa, uma das maiores empresas mundiais de produção de azeite, tem a operar em Monforte, distrito de Portalegre, um lagar de grandes dimensões, com um investimento na ordem dos 10 milhões de euros.

A empresa de Sevilha construiu o lagar de azeite na herdade das Tapadas, num prédio do município, vendido à empresa espanhola para aquele efeito.

Com 20 postos de trabalho lagar, o lagar conta com três lagos de secagem, processando diariamente “300 toneladas” de azeitona.

Notícia atualizada às 12h30.

Imagem de capa de sevilla.abc.es

 

Espanhóis vieram ao concurso de azeites da Ovibeja ganhar quase todos os prémios

Segundo os resultados divulgados pela associação ACOS - Agricultores do Sul, a promotora do concurso internacional de azeites da Ovibeja, os azeites espanhóis conquistaram a maioria dos galardões que havia para atribuir aos concorrentes, com 150 azeites a concurso.

Quebra superior a 20% na produção de azeitona vai afetar Alentejo

Em matéria de produção de azeitona era previsível que este ano ficasse aquém do ano anterior, já que 2018 foi o ano recordista na produção nacional, com 134 mil toneladas de azeitona. 2019 é o chamado ano de "contrassafra", que vai atingir inevitavelmente o Alentejo, região que produz cerca de 80% da azeitona portuguesa. As previsões de quebra na casa dos 20% já haviam sido antecipadas pelo INE em fevereiro.

Mesas de Marvão cheias de “Comidas de Azeite”

As mesas de Marvão estão cheias de “Comidas de Azeite”. Já começou a 14ª edição das “Comidas de Azeite” e que – até 17 de março – vão levar às mesas de quinze restaurantes do concelho de Marvão comidas em que o azeite desempenha um papel central.

Páginas