Está aqui

António José Brito

Castro Verde escolhe destino de 40 mil euros em Orçamento Participativo

Ao todo a população de Castro Verde apresentou 34 propostas para dar destino aos 40 mil euros disponíveis no Orçamento Participativo, uma experiência nova naquele concelho alentejano.

O próximo passo é colocar cada uma das 34 propostas a votação, processo que vai decorrer entre 8 e 15 de outubro na plataforma do OP Castro Verde, em http://op.cm-castroverde.pt, bastando para isso proceder ao registo na plataforma.

As propostas vencedoras a incluir no Orçamento Municipal para 2020 serão divulgadas logo a seguir.

Nova rede de fibra óptica vai beneficiar cerca de 3 mil casas em Castro Verde

Os trabalhos de instalação da rede de fibra óptica em Castro Verde estão quase terminados, segundo a Câmara Municipal, e os serviços da rede já estão em funcionamento desde ontem, 25 de março. Ao todo a rede vai beneficiar 2 854 habitações em Castro Verde e dar acesso a internet de alta velocidade aquela comunidade alentejana.
 

Câmara de Castro Verde deixa de encerrar para almoço

A Câmara Municipal de Castro Verde iniciou esta semana um novo modelo de funcionamento que prevê o não encerramento dos serviços municipais à hora de almoço.

Segundo António José Brito, presidente daquele município alentejano, a medida visa "prestar melhor serviço ao público", permitindo o acesso dos cidadãos aos serviços públicos das 9 da manhã até às 17h00 e sem interrupções, tanto nos Paços do Município, no Gabinete de Educação e Acção Social, no Fórum Municipal e no Posto de Turismo, assim como nos Serviços de Tesouraria, que encerram às 15h30.

 

Fibra Ótica vai abranger 2 854 habitações em Castro Verde

A rede de Fibra Ótica já está em fase de instalação em Castro Verde e prevê-se a conclusão da obra até ao final do ano. Segundo António José Brito, presidente da Câmara Municipal de Castro Verde, a obra avança a bom ritmo já que são várias equipas a trabalhar na instalação da nova rede.
 

Castro Verde reduz taxa de IRS

Uma boa notícia para quem vive em Castro Verde. O município aprovou a redução da taxa de IRS aplicada pela autarquia, de 5% para 4,5% a cobrar em 2019.

A redução na carga fiscal aos habitantes daquele concelho alentejano representa uma diminuição da receita da autarquia em cerca de 38 mil euros mas cumpre o objetivo desta em "aliviar a carga fiscal aos contribuintes", segundo António Brito (PS), presidente da Câmara Municipal, que não conseguiu a concordância dos vereadores da CDU, embora o PS governe em maioria.