Está aqui

ambiente

Portugueses reciclaram mais em 2021

Foram recicladas, em 2021, 435 mil toneladas de embalagens, o que mostra um aumento de mais 6,4% face a 2020, uma demonstração que os portugueses estão a reciclar mais.

A reciclagem de embalagens são o único fluxo de resíduos urbanos a cumprir com as metas nacionais e, entre os materiais que são colocados nos ecopontos, o plástico é o que regista um dos maiores crescimentos, com um volume de embalagens recicladas que aumentou 14% no ano passado.

Oleões de última geração instalados em Portalegre

Em Portalegre, o Município já procedeu, à substituição dos oleões existentes no concelho que, além de uma nova imagem, passarão a ter novas funcionalidades.

Estes novos oleões – recipientes próprios para o depósito de óleos alimentares usados - farão parte de uma rede nacional, e estão equipados com tecnologia IoT – Internet of Things.

Esta tecnologia dispõe de um sistema de sensorização que permite saber em tempo real o estado de enchimento dos equipamentos e uma App (RENO®), que complementa este sistema, permitindo uma otimização da gestão desta tipologia de resíduos.

Cientistas criam base de dados global sobre o papel dos polinizadores

Cinco investigadores do Centro de Ecologia Funcional da Universidade de Coimbra (UC) participaram na criação da primeira base de dados global, aberta e dinâmica, sobre polinização de culturas agrícolas, um projeto internacional que reúne mais de uma centena de cientistas.

Esta base de dados global sobre o papel dos polinizadores de culturas agrícolas em todo o mundo é designada CropPol e é coordenada por dois investigadores da Estação Biológica de Doñana - CSIC, Espanha.

Áreas de Acolhimento Empresarial de Nova Geração: 110 milhões de euros aprovados

A nível nacional, foram selecionadas pelas Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) 10 candidaturas a apoiar no âmbito do aviso do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR) dirigido a Áreas de Acolhimento Empresarial de Nova Geração.

Projeto “Além Risco”: Alandroal já entregou 400 plantas

O Município de Alandroal já procedeu à entrega de 400 das mais de 1000 plantas disponíveis para oferta à população, no âmbito do projeto “Além Risco”.

Fonte do município revelou ao TA que se “Tem verificado um interesse crescente na obtenção de árvores, por parte dos cidadãos do concelho de Alandroal, sendo este um motivo de satisfação, porque demostra que já se começa a reconhecer a importância dos elementos vegetais na obtenção de espaços mais agradáveis e confortáveis, principalmente no verão.”

5 M/€ investidos na sustentabilidade do Baixo Alentejo

A Resialentejo vai investir mais 5 milhões de euros na recolha e tratamento dos resíduos indiferenciados, provenientes da recolha municipal e dos materiais recicláveis dos ecopontos e ecocentros, no Baixo Alentejo.

Plano de Regadio 20/30 em discussão pública

O Estudo “Regadio 20|30 – Levantamento do Potencial de Desenvolvimento do Regadio de Iniciativa Pública no Horizonte de uma Década”, realizado pela EDIA, em parceria com mais de uma dezena de entidade, está em consulta pública até 14 de janeiro.

Portel “amigo do ambiente” aposta em viatura elétricas

O Município de Portel adquiriu duas novas viaturas elétricas que são mais eficientes, inteligentes e amigas do ambiente.

Na opinião da autarquia, os veículos elétricos são verdadeiramente importantes para podermos, a médio prazo, contribuir para uma neutralidade carbónica e redução de emissões e com esta aquisição a o município espera contribuir e dar o exemplo de uma mobilidade sustentável.

Crato: Associação Waking Life quer plantar 4500 árvores

A Apresentação do Plano de Regeneração do Solo do Waking Life já esta quinta-feira, dia 2 de dezembro.

A Associação Waking Life é mais conhecida pela promoção do festival colaborativo de cultura e arte no Alentejo, mas agora está empenhada também na regeneração dos 40 hectares de solo do recinto do festival, no concelho do Crato.

O projeto - desenvolvido em parceria com o município do Crato - já foi apresentado e a associação conta com o apoio de toda a comunidade e de todos os interessados.

Alto Alentejo com novo sistema de transportes públicos

O Alto Alentejo vai ter um novo serviço de transportes públicos e que representa a aposta dos municípios na mobilidade sustentável, segurança e gestão eficiente dos recursos.

A iniciativa é da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), e o contrato de concessão do serviço público de transporte de passageiros para o Alto Alentejo foi já assinado pelo presidente da CIMAA, Hugo Hilário, pela empresa Transportes do Alto Alentejo (TAA).

Páginas