Está aqui

ambiente

ALENTEJO: AMBIENTALISTAS QUEREM PÔR TRAVÃO AOS EUCALIPTOS

A associação ambientalista Acréscimo - Associação de Promoção ao Investimento Florestal exige a delimitação das áreas de eucaliptos e considera mesmo inaceitável que existam ainda prof - planos regionais de ordenamento florestal que proponham o aumento da área de eucaliptal.

O Alentejo é uma das regiões que em causa e cujo PROF prevê o aumento da área de eucaliptal, tal como o PROF de Lisboa e Vale do Tejo.

A GUERRA DO FOGO – O DEBATE NACIONAL FAZ-SE EM ESTREMOZ

Portugal continental é um território de grande densidade florestal, e os incêndios florestais são sempre um dos riscos mais sérios para a integridade territorial e também para a segurança dos cidadãos.

Este ano de 2017 tem sido um ano negro no que a incêndios diz respeito: em dez meses arderam 418.000 hectares de floresta, ou seja, 4,5 por cento do território nacional, e houve lugar também a perda de dezenas de vidas humanas. Na hora de combater este flagelo, a Ciência pode ter algumas soluções e pode ajudar a garantir o reequilíbrio da floresta e a sua sustentabilidade.

MINISTÉRIO IMPÕE PROIBIÇÕES DEVIDO AO CLIMA

Com base na informação providenciada pelo IPMA - Instituto Português do Mar e da Atmosfera para este fim de semana, o Ministério da Administração Interna alerta para a necessidade de que os comportamentos individuais sejam adequados ao risco de incêndio.

O tempo continua muito seco e a temperatura está ainda em valores acima da média para esta época do ano, uma mistura que reúne todas as condições para a propagação de incêndios rurais e, deste modo, foram levantadas as seguintes proibições:

.   É proibida a realização de queimadas em todo o país.

PETRÓLEO NO ALENTEJO: ENI/GALP QUER FURAR

São nove os furos que o consórcio ENI/GALP tinha previsto realizar nas três zonas marítimas offshore, a menos de 50 quilómetros da costa do Parque Natural do Sudoeste Alentejano, na Costa Vicentina.

ESTREMOZ E CASTRO VERDE NA LISTA DA TESLA

A Tesla assegurou que até final do ano Portugal iria ter supercarregadores seus e está a cumprir, estando mesmo já a ser instalado na zona de Fátima - próxima da A1 - o primeiro parque de supercarregador da Tesla em Portugal, constituído por oito carregadores.

Até final do ano, na lista da Tesla para receber os supercarregadores estão duas localidades alentejanas: Estremoz e Castro Verde. Até final de 2018, a empresa norte-americana planeia ainda ter supercarregadores em Braga, Vila Real, Guarda e Faro.

O ALTO ALENTEJO EXIGE A BARRAGEM DO PISÃO

Os autarcas e os agricultores do Alto Alentejo voltaram a exigir a construção da Barragem do Pisão, no Crato, pois acreditam que esta pode vir a resolver os problemas de falta de água na zona.

A seca deste ano, torna ainda mais veemente a exigência deste projeto hidroagrícola que é uma reivindicação que dura já desde o tempo em que Mário Soares era primeiro-ministro.

PORTO DE SINES INOVA E PODE ACOLHER CENTRO DE TESTES

Tem sido um dos portos europeus que maior crescimento tem mostrado nos últimos anos e o Porto de Sines é mesmo um dos 15 melhores da Europa, tendo os seus números vindo a crescer de modo muito satisfatório.

Agora, o Porto de Sines vai mais longe e pretende inovar instalando centro de testes no mar com e que visa testar tecnologias relacionadas com o offshore, mais concretamente com as energias renováveis oceânicas provenientes das ondas e do vento, mas também a aquacultura.

ODEMIRA DECLARA CENTRAL DE RELEVANTE INTERESSE MUNICIPAL

A intenção da Galp Power em instalar uma central fotovoltaica no concelho de Odemira, numa área fora do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e não incluída na Rede Natura 2000, foi declarada “Projeto de Relevante Interesse Municipal” por unanimidade pela Câmara e pela Assembleia Municipal locais, um requisito essencial para a obtenção de licença de produção que é emitida pela Direção Geral de Energia e Geologia.

SOBREIROS A MORRER E PEIXES EM EXTINÇÃO NO ALENTEJO

Estamos a 15 de outubro e 81% do território continental está ainda em seca severa; pior, 7,4% está em seca extrema. Segundo o IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o mês de setembro foi mesmo o mais seco dos últimos 87 anos!

Habituado a temperaturas altas, este fenómeno é estranho, mesmo para o Alentejo onde há já espécies em vias de extinção que veem agravada a sua sobrevivência, sobretudo na bacia do Guadiana e onde os sobreiros e azinheiras estão a morrer, sobretudo no Baixo Alentejo e Alentejo litoral.

OURIKA! O NOVO PARADIGMA DA ENERGIA SOLAR ESTÁ NO ALENTEJO

Vai ser a primeira grande central solar da Europa a produzir energia sem tarifas garantidas ou outros subsídios estatais e está no Alentejo.

Ourique – por ser a melhor localização da Europa para instalação de uma central solar fotovoltaica em regime de mercado, por ter a máxima irradiação solar na Europa continental e pela proximidade à RNT - Rede Nacional de Transporte de Eletricidade – foi o local escolhido para a localização da Ourika.

Páginas