Está aqui

Amália

Adega Mayor põe “Amálias à mesa”

É uma homenagem da marca do Grupo Nabeiro à fadista Amália Rodrigues e que assinala o centenário do nascimento de uma das grandes referências da cultura portuguesa do século XX.

Esta iniciativa da Adega Mayor, surge de uma parceria com a Fundação Amália Rodrigues, resume-se a uma edição limitada de três vinhos alentejanos, assinados por três artistas nacionais: a Amália Humanista, numa interpretação de Tiago Albuquerque; a Amália Visionária, de João Fazenda e a Amália Livre, da autoria de Sara Feio.

Odemira diz “Bem-vinda sejas Amália”

É no âmbito da comemoração do centenário do nascimento de Amália Rodrigues que o concelho de Odemira recebe a exposição itinerante “Bem-Vinda Sejas Amália” na localidade de Brejão, freguesia de São Teotónio, onde a artista passava as suas férias.

Estará patente entre os dias 1 e 25 de setembro, e esta exposição itinerante “é uma iniciativa da Fundação Amália, em parceria com o Município de Odemira e com os apoios da Junta de Freguesia de São Teotónio e do Centro Cultural do Brejão.

Alter do Chão em homenagem aos 100 anos de Amália

Dirão hoje, em Alter do Chão, “silêncio… Que se vai cantar o fado”.

A autarquia alentejana não quis deixar passar em branco o centenário de Amália Rodrigues, e decidiu fazer uma homenagem com um concerto.

Integrado no ciclo de concertos “Alter ConVida”, hoje, sábado, o projeto “Amália 100 anos – Maria Santos e Paula Cruz” vai subir ao palco do Largo Barreto Caldeira, na localidade alentejana, respeitando as regras impostas pela Direção Geral de Saúde quanto à Covid-19.

Odemira celebra centenário de Amália

O concelho de Odemira não esquece a o nome maior do Fado português, Amália Rodrigues, e mantém viva a memória da fadista que tinha no concelho a sua residência de férias e onde existe até uma praia com o seu nome. E é em Odemira que se vai dar início às comemorações do centenário do nascimento da fadista, com um vasto programa de atividades a realizar por todo o país e que se estenderão até ao final de 2020. Recorde-se que Amália Rodrigues nasceu a 23 de julho de 1920 e faleceu a 6 de outubro de 1999.