Está aqui

Alentejo 2020

CANTE SERVIDO À MESA

Começou ontem, em Aljustrel, a segunda edição do “Cante à Mesa”, a iniciativa que leva o Património Mundial às mesas dos restaurantes do concelho.

O objetivo é promover e divulgar o cante alentejano, e esta iniciativa prossegue hoje com animação de rua em Aljustrel e Messejana – pelas 16h - com os "Cante de Modas".

Em Rio de Moinhos serão os "Moços D'Arrufa" a atuar às 15h30 e em Ervidel os "Margens do Roxo", "Flores de Primavera" e "Beira Serra", pelas 16h.

ARRANCA OBRA DE REQUALIFICAÇÃO DE 1,1 MILHÃO DE EUROS EM ALCÁÇOVAS

A obra de requalificação do Centro Histórico de Alcáçovas, Viana do Alentejo, arrancou esta semana. A intervenção, orçada em cerca de 1.100.000€ (um milhão e cem mil euros) no âmbito do novo Programa Regional Alentejo 2020, inserido no PAMUS – Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável, visa requalificar áreas contínuas do Centro Histórico em duas fases distintas, numa extensão de 1,8 km.

.

As entidades do setor público que concedam subvenções e outros benefícios públicos, incluindo os apoios financeiros com origem em fundos provenientes da União Europeia, a pessoas singulares ou coletivas dos setores privado, cooperativo e social e a entidades públicas fora do perímetro das administrações públicas no âmbito do Sistema Europeu de Contas Nacionais e Regionais, estão sujeitas à obrigatoriedade de publicitação e de reporte dessa informação à Inspeção‑Geral de Finanças (IGF), nos termos previstos na Lei n.º 64/2013, de 27 de agosto.

CERCA DE 100 MIL EUROS PARA REQUALIFICAR TORRE DO RELÓGIO EM AMARELEJA

Foi já assinado o contrato da empreitada de requalificação da Torre do Relógio de Amareleja no Baixo Alentejo.

O investimento de mais de 496 mil euros, que envolve autarquia, visa a requalificação da Torre do Relógio de modo a permitir diferentes utilizações como a religiosa, cultural e musical, com a consrução de uma cobertura, parcialmente amovível, que permitirá a utilização em diferentes alturas do ano.

A obra tem um custo de 496 028, 76 euros e será financiada em 85%, num valor de 421 624, 45 euros, pelo ‘Alentejo 2020’ – Programa Operacional Regional do Alentejo.

ALENTEJO VAI SER MAIS PROMOVIDO LÁ FORA

Ontem à tarde, no Centro de Negócios da ZILS, em Sines, foi assinado o protocolo de colaboração entre a Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo (ADRAL), a aicep Global Parques e a Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) no âmbito do projeto «Alentejo Global Invest» e que vai aumentar a promoção e a projeção do Alentejo lá fora de modo aumentar também o investimento externo no Alentejo.

TECNOLÓGICA ALENTEJANA VENCE NOVO PRÉMIO

Num conjunto de 40 projectos a concurso e de 8 seleccionados para a final que decorreu ontem em Portalegre, a City Check, a aplicação móvel que permite aos utilizadores explorarem os principais pontos de interesse de uma cidade, voltou a sair vencedora, arrecadando os 2500 euros de prémio do concurso de empreendedorismo Alentejo Empreender +, uma iniciativa co-financiada pelo programa operacional Alentejo 2020.

ALENTEJO JÁ RECEBEU MAIS DE 330 MILHÕES /€

Já tendo aprovado 1159 candidaturas, o Programa Operacional Regional Alentejo 2020 já trouxe assim um total de 332 milhões de euros de fundos europeus para o Alentejo, o que representa já um compromisso de 31% da dotação financeira global do programa, orçada em 1.083 milhões de euros.

.

A Lista de Operações do Alentejo 2020 aprovadas até dia 30 de Abril de 2017 pode ser vista aqui: http://www.alentejo.portugal2020.pt/index.php/projetos-aprovados/categor...

ALENTEJO JÁ APROVOU 332 MILHÕES DE EUROS DE FUNDOS EUROPEUS

Já estão assumidos 332 milhões de euros de fundos europeus para 1159 candidaturas aprovadas pelo PO Alentejo 2020 e que representam 31% da dotação global do programa de 1083 milhões de euros. Os números são avançados pela CCDR Alentejo.

A área dedicada à competitividade e internacionalização das empresas é a que absorve a maior fatia dos recursos disponíveis, 142 milhões de euros que representam 43% dos compromissos assumidos.

ÉVORA: SÃO 17 MILHÕES PARA O CENTRO HISTÓRICO, SFF

Dezassete milhões de euros! É esta a quantia que a autarquia de Évora – entrará com 9,5 milhões de euros - pretende investir na revitalização do centro histórico de Évora, num prazo de três anos.

Grande parte desta verba, 2,5 milhões, será investida num só edifício, o edifício centenário Salão Central Eborense, mas haverá ainda obras na requalificação dos Paços do Concelho, do Teatro Garcia Resende, na antiga central rodoviária e diversas obras em espaços públicos.

Páginas