Está aqui

Agricultura

Vinhos alentejanos: depois do tinto, descobriram os brancos e os rosés

Se os tintos alentejanos já são reconhecidos por todo o mundo, agora é a vez dos brancos e dos rosés.

Na totalidade, os vinhos alentejanos aumentaram as vendas. O tinto é o mais produzido e o mais vendido, no entanto, há uma quebra no volume de vendas dos tintos e uma subida dos brancos e dos rosés que, em 2019, atingiram mesmo os melhores dos últimos cinco anos, de acordo com os dados da Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA).

Adega alentejana da Ervideira com faturação superior a 2,5 milhões de euros

A empresa produtora de vinhos alentejana Ervideira superou as expectativas de faturação em 2019 e fechou o ano a faturar mais de 2,5 milhões de euros.

Estes números equivalem a um aumento de 12% face ao período homólogo. Em 2019, a Ervideira produziu 600.000 garrafas de vinho na região do Alentejo; apenas 25% dessa produção foi exportada para 18 países.

Olival: “Os Verdes” querem travar a colheita noturna de azeitona

Já deu entrada na Assembleia da República o Projeto de Lei do Partido Ecologista “Os Verdes” e que visa impedir a colheita mecanizada noturna de azeitona.

Este método de colheita está ligado à produção superintensiva de olival e o impedimento que “Os Verdes” pretendem tem por objetivo a salvaguarda e a preservação da avifauna que habita nestas regiões e que descansam nas árvores durante a noite.

Aberto concurso europeu para novos empresários agrícolas. Alentejanos venceram o ano passado

As candidaturas ao Prémio 2019 para novos empresários agrícolas do projecto Europeu Newbie estáo abertas até dia 31 de janeiro de 2020.

O prémio destina-se a novos modelos de negócio agrícolas que resultam de formas inovadoras de ultrapassar as barreiras com que os novos empresários agrícolas se deparam quando se tentam estabelecer, sendo que o ano passado um dos proejetos vencedores foi a Cooperativa Integral Minga, localizada em Montemor-o-Novo.

A festa do Porco Alentejano já tem data marcada

Já pode começar a preparar a sua agenda para 2020 e não se esqueça de marcar já a Feira do Porco Alentejano, em Ourique, e que se realizará a 27, 28 e 29 de março.

A iniciativa tem-se vindo a assumir como o ponto mais alto da celebração desta marca do Alentejo e é uma mostra do porco alentejano e dos produtos que dele derivam e que tanta ligação têm ao concelho do Baixo Alentejo.

Alentejo lidera nos vinhos

Os dados referentes a 2018, e apresentados no decorrer do Fórum Anual Vinhos de Portugal, promovido pela ViniPortugal, revelam que o Alentejo continua líder destacado no mercado de vinhos em Portugal.

Quer em valor, quer em quantidade, o Alentejo ocupa valores próximos dos 40% do total nacional.

Número de insectos polinizadores aumentou 130% no País

Há três anos que estão a ser estudados os insectos que têm um papel relevante na nossa agricultura e segundo este estudo observou-se um aumento significativo na diversidade de insetos nas diferentes culturas. Em todos os grupos de insetos houve um aumento significativo das espécies, graças à sementeira destas margens multifuncionais. Muitas destas espécies são insetos polinizadores, auxiliares e inclusive endémicos.

E se a água do Alqueva não chegar?

As dúvidas começam a surgir após o aumento da área de rega e da persistência de largos e frequentes períodos de seca mais frequentes e prolongados e que podem colocar em risco, a curto prazo, a sustentabilidade e os projetos de regadio existentes e que são já cerca de 200 mil hectares.

Alentejo Litoral com festa da batata doce

A batata doce tem uma festa própria e acontecerá nos dias 16 e 17 de novembro, sábado e domingo, na Carrasqueira.

Esta localidade - do concelho de Alcácer do Sal – é conhecida pelas magníficas fotos que se tiram no seu cais palafítico e convida-o a provar e descobrir pratos com base neste tubérculo originário da América Central, e com uma enorme riqueza nutricional e inúmeros benefícios para a saúde.

Jornadas de Desenvolvimento Rural Norte Alentejano em Elvas

Com a agricultura de precisão e de conservação, o seu contributo para a neutralidade carbónica e o enquadramento na nova PAC como temas, de 12 e a 13 de novembro, na Escola Superior Agrária de Elvas, irão realizar-se III Jornadas de Desenvolvimento Rural Norte Alentejano.

Este será o programa das jornadas:

12 de novembro 2019

09:00 – Abertura do Secretariado

09:30 – Sessão de Abertura (Jovem agricultor convidado, Comissão Organizadora)

 

Painel – SOLO e CLIMA

09:30 – Fatores limitantes dos solos do Alentejo (Prof. José Manuel Rato Nunes)

Páginas