Está aqui

Aeroporto de Beja

MAIS UMA EMPRESA NO AEROPORTO DE BEJA

Pouco a pouco, o aeroporto de Beja vai crescendo no número de empresas que nele se vão instalando. Agora foi a vez da MESA, o uma empresa de engenharia e manutenção MESA, do grupo da companhia aérea HiFly.

O acordo entre a empresa e a ANA-Aeroportos de Portugal foi assinado esta semana, sendo que em abril do próximo ano começará a construção do hangar da MESA no aeroporto de Beja, estando terminado antes de 2019. A MESA, através de Paulo Mirpuri, presidente do Conselho de Administração da MESA e da HiFly, considera mesmo que o aeroporto de Beja tem uma localização privilegiada.

AERONEO VAI MESMO PARA BEJA. PROCESSO FOI DESBLOQUEADO

A Câmara Municipal de Beja avança em comunicado que se congratula com a publicação do despacho que "desbloqueia o processo de instalação das infraestruturas aeronáuticas da empresa Aeroneo em Beja", em Diário da República.

O município de Beja tem denunciado aquilo a que chama de sucessivos atrasos "no processo de instalação da unidade industrial da AeroNeo no Aeroporto de Beja", responsabilizando o Governo" e de estruturas dele dependentes" pela" falta de resolução" neste processo.

BEJA RECLAMA POR ATRASOS NA INSTALAÇÃO DA AERONEO NO AEROPORTO

O município de Beja em comunicado denuncia aquilo a que chama de "mais um atraso no processo de instalação da unidade industrial da AeroNeo no Aeroporto de Beja", responsabilizando o Governo" e de estruturas dele dependentes" pela" falta de resolução" neste processo.

AUTOESTRADA DO BAIXO ALENTEJO E AEROPORTO DE BEJA

A A26 (Autoestrada do Baixo Alentejo) encontra-se com as obras a avançar, já a passar Santa Margarida do Sado (literalmente) com a ponte de 1938 a ser (parece) substituída por um viaduto de 900 m (o tal que tinha tido mil e uma avaliações de impacto ambiental e que se encontrava incompleto) que permite que haja no Concelho de Ferreira do Alentejo (finalmente!) Autoestrada.

BEJA RECEBE INVESTIMENTO AERONÁUTICO DE 35 MILHÕES

O Conselho de Ministros aprovou ontem a desafetação de terrenos junto ao aeroporto de Beja e reconheceu o interesse público da instalação da Aeroneo em Beja, numa operação que vai significar um investimento de 35 milhões de euros e criar ainda este ano 40 postos de trabalho.

Em comunicado o Conselho de Ministros fez saber que "Foi aprovada uma resolução do Conselho de Ministros que procede à desafectação do domínio público militar de terrenos da Base Aérea de Beja, assim como ao reconhecimento de interesse público de uma operação industrial para ali prevista".

BEJA RECEBE ESTAÇÃO DE MANUTENÇÃO DE AVIÕES PESADOS

O Aeroporto de Beja vai ter concluído até ao fim do ano um novo hangar de manutenção de aviões dedicado a manutenções pesadas. Esta nova estação de manutenção é propriedade da MESA - Maintenance & Engineering, uma empresa portuguesa que tem sede no Aeroporto de Lisboa mas com várias estações de manutenção espalhadas pelo mundo.

Este novo hangar poderá receber aviões tão grandes como o Airbus e a escolha do Aeroporto de Beja teve que ver com o facto deste ser pouco movimentado e permitir, por isso, maior tempo de permanência a grandes aeronaves para manutenção.

AEROPORTO DE BEJA, 6 ANOS DEPOIS, PRONTO A SER UTILIZADO!

O aeroporto de Beja tem conhecido múltiplas condicionantes que afetam a sua imagem pública tendo-se tornado uma "presa fácil" de certo jornalismo sensacionalista e do populismo que gravita em torno do mesmo, acusando-o de "elefante branco" (um jornalismo centralista e elitista, que também tinha atribuído o mesmo epíteto ao Porto de Sines e ao Alqueva, agora em silêncio, pois claro!)

AEROPORTO DE BEJA PODE SER PARQUE DE ESTACIONAMENTO

De antiga pista alemã a base militar aérea nº 11, a adaptação a aeroporto civil significou um investimento de 33 milhões de euros. Começou a operar em 2011, nunca tendo assumido o carácter de relevância desejado e sendo escassos os voos e passageiros que o utilizaram.

Não se tento efetivado totalmente como um aeroporto – na ideia comum de aeroporto – o Aeroporto de Beja, passo a passo, vai ganhando o seu espaço na gestão aeronáutica nacional.

CARTA ABERTA AO PRIMEIRO-MINISTRO EXIGE INVESTIMENTO NO AEROPORTO DE BEJA

Nelson Brito, presidente do município de Aljustrel (PS), no Baixo Alentejo, escreveu hoje uma carta aberta ao Primeiro-Ministro, reclamando pelo aproveitamento do aeroporto de Beja, em alternativa ao aeroporto complementar no Montijo. Para o autarca, o aeroporto de Beja tem a infraestruturação concluída e tendo um "perfil idêntico ao projeto do Montijo" admite que a escolha deste último levanta-lhe "sérias reservas".

DEPUTADA POR BEJA QUESTIONA SOBRE AEROPORTO

Um conjunto de quatro deputados do PSD, entre eles a deputada pelo círculo de Beja, Nilza de Sena, questionaram o Governo sobre qual a estratégia para o aeroporto de Beja e mostraram intenção de que o aeroporto alentejano fosse visto como uma solução aeroportuária para Lisboa.

A pergunta e a sugestão forem endereçadas ao ministro Pedro Marques e surgem após o Governo ter mostrado, através de entrevista do ministro, intenção de proceder a obras na Base Aérea n.º 6, no Montijo, de modo a torná-la um complemento ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

Páginas