Está aqui

Águas Públicas do Alentejo

Águas do Alentejo investe 1,2 milhões para melhorar água

A AgdA – Águas Públicas do Alentejo vai investir 1,2 milhões de euros para melhorar os processos de tratamento de águas residuais em Ermidas-Sado e para proteger a qualidade da água em seis albufeiras que abastecem diversos concelhos alentejanos, num projeto a executar em dois anos.

Alentejo lidera projetos para reutilizar a água na agricultura

A empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA) anunciou que vai liderar dois projetos-piloto de produção de água para reutilização (ApR) em atividades agrícolas na região, caracterizada pela intensa atividade agrícola e baixos índices de precipitação.

Em comunicado enviado à Lusa, a AgdA explica que os projetos, designados REUSE II e AQUA VINI, são financiados pelo Fundo Ambiental, do Ministério do Ambiente e Ação Climática, e “pretendem promover a utilização de ApR em atividades agrícolas no Alentejo”.

Águas do Alentejo investem em abastecimento de água a Almodôvar e Mértola

A Águas Públicas do Alentejo (AgdA) adjudicou à SADE-Compagnie Génerale e Travaux D'Hydraulique a empreitada relativa aos eixos secundários da adução ao eixo Almodôvar e Mértola Sudoeste, avança o Correio Alentejo.

A obra, no valor de quase 2,2 milhões de euros, tem um prazo de execução de 365 dias e pretende “assegurar a ligação ao Sistema de Abastecimento de Água de Monte da Rocha da freguesia de Santa Cruz, em Almodôvar, e das freguesias de São Miguel do Pinheiro e de São Sebastião dos Carros, em Mértola”, refere a AgdA.

Águas Públicas do Alentejo investe 2,3 milhões no abastecimento de água a Ourique

Uma empreitada superior a 2,3 milhões de euros vai ligar o abastecimento de água de Ourique à Aldeia de Palheiros, com 400 habitantes e expandir o sistema de abastecimento público em Ourique e Almodôvar.

A obra é da responsabilidade da empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA) e envolve a construção de uma conduta e de um reservatório de água em Aldeia de Palheiros, alimentada a partir da albufeira do Monte da Rocha, que também ganhará a breve trecho uma ligação com a barragem do Roxo.

 

Moura com acordo com Águas Públicas do Alentejo. Dívida ascende a 1,6 milhões de euros

A Câmara Municipal de Moura celebrou um acordo para regularização de dívidas para com a AgdA - Águas Públicas do Alentejo e que estabelece a liquidação dos mais de 1,6 milhões de euros de dívida daquela autarquia nos próximos 5 anos.

Em causa está a regularização de 1.661.293,16 euros que, "ao abrigo do artigo 83.o da Lei do Orçamento do Estado" vai beneficiar a autarquia "de uma redução de 30% dos juros vencidos à data de 30 de junho de 2017".

Moura quer acabar com o problema do abastecimento de água em Safara

O presidente da Câmara Municipal de Moura, Álvaro Azevedo, quer acabar com o problema do abastecimento de água que afeta o concelho mas "que em Safara atinge proporções muito preocupantes". Álvaro Azevedo vai reunir-se com a Águas Públicas do Alentejo nos próximos dias "por se continuarem a verificar problemas vários no abastecimento de água às populações de todo o concelho".

Águas do Alentejo avança com investimento de 10,8 milhões nas redes de abastecimento de água

A AgdA – Águas Públicas do Alentejo vai investir 2,6 M€ em novos sistemas que "visam melhorar o abastecimento de água a Ermidas do Sado, Foros do Locário e Fornalhas Velhas, a partir da ETA do Roxo".

A empreitada já arrancou e este investimento é parte de um pacote de investimentos que pretende também a remodelação da ETA do Roxo e a adução a Alvalade do Sado, orçada em 10,8 milhões de euros e que abrangerá os concelhos de Aljustrel e de Santiago do Cacém, de modo a assegurar a qualidade e a quantidade de água necessária às populações.

Imagem de glbimg.com

 

Mértola: 4 milhões de euros para abastecer mil habitantes de água

A empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA) prepara-se para investir quatro milhões de euros no projecto de adução de água à zona noroeste do concelho de Mértola, no Baixo Alentejo e que vai servir as comunidades de Corte Gafo de Cima, Corte da Velha, Alcaria Ruiva, Corte Pequena, Vale de Açor, Ledo, Namorados, Penilhos e São João dos Caldeireiros a partir da Barragem do Enxoé.

Vidigueira com projeto-piloto para poupar 30 mil metros cúbicos de água na rega

O projeto-piloto que o município da Vidigueira acaba de apresentar vai permitir poupar pelas contas da autarquia qualquer coisa como 30 mil metros cúbicos de água anualmente nas regas dos espaços verdes, através da reutilização da água proveniente da sua Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR).

O projeto é resultado de uma parceria da Câmara de Vidigueira, da Administração da Região Hidrográfica do Alentejo da Agência Portuguesa do Ambiente e da empresa Águas Públicas do Alentejo (AgdA) e após o período de testes vai poder ser replicado junto de outros municípios.

Odemira com 3,8 milhões para investir em rede de abastecimento de água

A Águas Públicas do Alentejo (AgdA ) prepara-se para investir 3,8 milhões de euros na rede de abastecimento de água que vai servir 8 povoações no concelho de Odemira e a população de Santa Luzia, em Ourique. Segundo aquela empresa, o investimento vai abranger cerca de 2 mil pessoas, a partir da estação de tratamento do Monte da Rocha e permitir desativar vários sistema de abastecimento autónomas de "origens subterrâneas pouco fiáveis".

Páginas