Política Nacional

Mais uma greve dos motoristas…

Pois é, chegou mais uma greve dos motoristas, em plena época alta das férias. O que esperar? Uma verdadeira corrida aos combustíveis e aos bens essenciais nestes dias?

Desculpem que vos diga, mas que férias de m*r*a! As férias são para ir passear, ir à praia, a sítios culturais. Não para correr para uma bomba de gasolina e aguardar horas por uma gota. Tempo desperdiçado…

Parece que o dia 05-08-2019 era essencial para se saber, decidir, se a greve avançava ou não.

Má gestão ou má-fé?

Tem hoje início mais uma greve dos motoristas de mercadorias pesadas.

Uma greve que tem estado na ordem do dia mais pelos protagonistas dos dois sindicatos que continuam a recusar negociar do que propriamente pelas reivindicações reais dos motoristas.

Temos na origem destas greves um Sindicato criado por um advogado um mês antes de convocar a greve de Abril.

Um advogado que continua a mandar no Sindicato mas que, por razões deontológicas não pode ser seu Presidente.

Iniciativa Liberal candidata Leonor Dargent por Beja

Natural de Beja, é licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e vai ser cabeça de lista do partido Iniciativa Liberal por Beja às Eleições Legislativas.

Governo declara Situação de Alerta nacional

Está declarada a Situação de Alerta nacional  até às 23h59 do dia 21 de agosto de 2019, em todo o território de Portugal continental. A declaração foi emitida pelo Ministro da Administração Interna e decorre da situação de Crise Energética decidida pela Resolução de Conselho de Ministros nº 134-A/2019, face à suscetibilidade de serem afetados bens e serviços essenciais à população.

PNR também concorre pelo Alentejo

O Partido Nacional Renovador (PNR) vai apresentar candidatos aos 22 círculos eleitorais nacionais.

O partido encabeçado por José Pinto-Coelho, cabeça de lista por Lisboa, terá Francisco Faria novamente como candidato por Beja.

Por Évora o cabeça de lista é Paulo Martins, e, por Portalegre, será Joaquim Vaz-Rato.

 

Imagem de iol.pt

Alentejo: nestes postos não faltará combustível

Quase a ter início a tão falada greve dos camionistas e sem uma solução à vista, há postos no Alentejo onde não faltará combustível.

Estes postos são da Rede Estratégica de Postos de Abastecimento (REPA). No total do nacional são 325 postos, mais 16 que o decretado na greve anterior. Há 56 postos só para viaturas prioritárias.

Estes são dados da Entidade Nacional para o Setor Energético (ENSE) e que prevê para o Alentejo 27 postos de abastecimento: 22 para veículos em geral e 5 para veículos prioritários - dois postos nos distritos de Beja e Évora e um em Portalegre.

Alentejo com 39 milhões para laboratórios e incubadoras de empresas

O programa operacional Alentejo 2020 acaba de aprovar um total de 39 milhões de euros (com financiamento de 27 milhões por fundos comunitários) para construção de infraestruturas como centros de investigação e inovação e incubadoras para empresas de base tecnológica.

Faz anos hoje: Uma bomba atómica, a mais velha profissão do mundo e o maior assalto da história

A 9 de agosto do ano 70 o imperador romano Tito ordenou a destruição do templo de Jerusalém, iniciando a Diáspora.

Tito deixou de pé uma muralha com blocos de pedra (muro das lamentações), com o objetivo de mostrar às gerações vindouras a grandeza dos soldados romanos e proibiu os judeus de entrarem em Jerusalém, direito que só voltaram a recuperar na época bizantina.

A 9 de agosto de 1870 era publicada em Inglaterra uma lei sobre as propriedades de mulheres casadas, dando às viúvas maiores poderes.

Pode o exercício do Direito à Greve levar um país à falência? 

Por Jorge Pais, Presidente da Associação Empresarial de Portalegre

 

Todos esperamos que não seja o caso, porque a mal ou a bem, acreditamos que o bom senso acabará por imperar e a anunciada greve dos motoristas, a fazer-se, não se prolongará por «tempo ilimitado». Mas, pode! E se assim fosse, uma greve de meses, deixaria realmente o país à beira da falência, obrigando de novo o «bom povo» do costume a apertar o cinto, talvez para níveis nunca vistos... 

Beja é o distrito nacional onde faltam mais medicamentos

Beja é mesmo o distrito nacional onde faltam mais medicamentos nas farmácias. O problema é transversal a todo o país, especialmente no interior, o mais afetado com a indisponibilidade para entrega imediata de medicamentos nas farmácias.

O distrito alentejano conta mesmo com mais do dobro da média nacional de doentes que foram obrigados a interromper tratamentos por falta de medicamentos, segundo dados de um inquérito da Associação Nacional de Farmácias.

Páginas