Política Nacional

MECACHROME AERONÁUTICA INOVA EM ÉVORA

A Mecachrome Aeronáutica está instalada em Évora, no Parque de Indústria Aeronáutica – PIAE, num projeto que ronda os 30 milhões de euros, e pretende, já em 2018, implementar um processo produtivo criogénico inovador.

A abertura da fábrica está prevista para o primeiro trimestre deste ano e começará por fazer peças para motores de aviões e só mais tarde começará a produzir peças da estrutura do avião, como revelou Christian Santos, responsável da unidade alentejana, à Lusa.

GOVERNO E NORTE ALENTEJANO EM COMBATE À VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Esta semana, a Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino, esteve em Portalegre para celebrar - com a Delegação da Cruz Vermelha Portuguesa e com a Associação Portuguesa de Apoio à Vitima (APAV) - protocolos que visam a implementação de uma Estratégia de Combate à Violência Doméstica e de Género na área de abrangência da CIMAA – Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo, composta por 15 concelhos.

AUMENTA CONTINGENTE ALENTEJANO NO “REVIVE”

O Tribuna Alentejo já tinha feito referência que o distrito de Portalegre era o distrito do país com mais imóveis integrados no programa “Revive”, um programa de requalificação do património histórico português que visa a sua valorização e prevê a concessão a investidores privados de imóveis do Estado, com o compromisso de que sejam reabilitados e prevê, numa primeira fase, a cedência de 30 edifícios.

EURODEPUTADA SOFIA RIBEIRO EM VISITA AO ALTO ALENTEJO

A eurodeputada Sofia Ribeiro (PSD) é recebida no Alto Alentejo hoje e amanhã para dois dias de trabalho com uma agenda intensa e que incluem uma visita ao Matadouro Regional do Alto Alentejo, Sousel, uma reunião com o Nerpor – Associação Empresarial da Região de Portalegre, uma visita à exploração de Ovinos, Pasto Alentejano, um almoço com sindicalistas da UGT, uma reunião com Associação de Agricultores do Distrito de Portalegre, uma visita à Transnil - Fabrica de Produção de Pellets, em Portalegre, uma reunião com Centro Regional de Segurança Social e visita a Associação dos Amigos da Terc

TURISMO: ALENTEJO CENTRAL QUER RECEBER MELHOR

A Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC) quer que os turistas que visitam o Alentejo Central beneficiem de melhores condições e mais informações e, em consequência, vai instalar dois centros interpretativos e um espaço de acolhimento de turistas em Évora, além de melhorar as condições de atendimento e receção aos turistas em 5 concelhos desta área: Arraiolos, Reguengos de Monsaraz, Montemor-o-Novo, Viana do Alentejo e Vila Viçosa.

ALENTEJO NÃO ATRAI MÉDICOS. 78% DAS VAGAS FICARAM POR PREENCHER

O Alentejo é o mais penalizado do país no que toca ao preenchimento das vagas abertas para a colocação de médicos. De um total de 230 vagas em centros de saúde e hospitais, 180 ficaram por preencher, ou seja 78%.

A maioria das vagas abertas dizem respeito a anestesiologia, medicina geral e familiar, medicina interna e psiquiatria.

Segundo José Robalo, presidente da ARS do Alentejo, em declarações ao DN na edição de hoje, existe "uma grande dificuldade em fixar profissionais, o que faz com que para completar os serviços tenhamos de recorrer a prestações".

CAPOULAS SANTOS PROMOVE "KNOW-HOW" DO ALQUEVA NO ESTRANGEIRO

Capoulas Santos, o montemorense que desempenha funções de Ministro da Agricultura, esteve numa conferência com ministros da agricultura de todo o mundo e aproveitou para "vender" o conhecimento adquirido pela  Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) no grande projecto de Alqueva.

NOVO HOSPITAL DE ÉVORA ABSORVE 83% DO INVESTIMENTO EM 2017

Mais de 83% do orçamento de 2017 para a saúde no Alentejo destinam-se à construção do novo Hospital de Évora
 

MÉRTOLA NÃO ACEITA CAMPO DE TIRO VINDO DE ALCOCHETE

A notícia é avançada pelo Expresso e coloca a possibilidade do Campo de Tiro de Alcochete vir a ser deslocalizado para Mértola, caso avance a abertura do aeroporto do Montijo a voos civis, em ligação com o Aeroporto Humberto Delgado.

JESSICA JÁ CRIOU CERCA DE 200 POSTOS DE TRABALHO

São 25 os projetos alentejanos, sustentáveis, enquadrados nas estratégias de desenvolvimento localmente desenhadas e criadores de riqueza que foram financiados pela iniciativa JESSICA.

O investimento realizado em equipamentos culturais, sociais, turísticos e de energia, e que representam um total foi de 53 milhões de euros já criaram 177 postos de trabalho, como revelou a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, em reunião do seu Comité de Investimento.

Páginas