Está aqui

Negócios e Empresas

"Aeroporto de Beja não pode ser desperdiçado"

O presidente do partido Aliança, Pedro Santana Lopes, esteve ontem em Beja para defender que o País não deve desperdiçar uma infraestrutura como o aeroporto de Beja, considerando também que o seu aproveitamento depende somente de "vontade política".

“Era bom saber o que pensa cada partido sobre isto. Se calhar, na altura de eleições, vem tudo aqui dizer que é favor de Beja e do aeroporto de Beja, mas tem que ser na legislatura toda e depois, estando no Governo, tomar as decisões”, acrescentou Santana Lopes

"Alterações climáticas são uma realidade incontornável"

Está publicada a resolução da Assembleia da República que recomenda ao Governo que declare o estado de emergência climática no País "assumindo o compromisso de promover a máxima proteção de pessoas, economias, espécies e ecossistemas e de restaurar condições de segurança e justiça climáticas".

Chronopost faz novo "upgrade" em Évora

A Chronopost Portugal, especialista na recolha e entrega de encomendas urgentes, está a preparar a ampliação do seu centro de operações no Mercado Abastecedor de Évora (MARÉ), através da adaptação de um edifício já existente naquele centro logístico alentejano.

Aljustrel recebe primeira remessa de clones de canábis vinda do Canadá

Aljustrel, que está a construir um centro de produção, extração e fabrico de canábis com 650 mil metros quadrados, vai receber uma primeira remessa de clones de canábis vinda da Colômbia Britânica, Canadá.

Para os dias mais quentes, sugerimos três vinhos alentejanos

São três magníficos vinhos alentejanos, do Monte da Ravasqueira em Arraiolos, e que sugerimos para as tardes quentes de verão.

Quando os termómetros começam a marcar temperaturas mais elevadas, nada melhor do que aproveitar os finais de dia, num ambiente descontraído, a desfrutar de um copo de bom vinho ao pôr do sol. Sozinho ou acompanhado de variados pratos de peixe, uma salada ou um petisco leve, este é um momento que pode tornar-se verdadeiramente especial nas tardes quentes de verão.

Inseticidas biodegradáveis produzidos em Portalegre vão ser alternativa ao Glifosato

O grupo químico e farmacêutico alemão Bayer, dono da Monsanto, prepara-se para enfrentar 18.400 processos judiciais apresentados nos Estados Unidos contra o herbicida com glifosato e embora nenhum regulador do mundo tenha concluído que o uso de herbicida com glifosato era perigoso, a Bayer foi já condenada três vezes a indemnizar requerentes californianos doentes com cancro, pelo uso daquele herbicida, num valor em indemnizações superior a 150 milhões de euros.

Centro Educativo de Vila Fernando em Elvas vai ser nova unidade turística

O Centro Educativo de Vila Fernando em Elvas, encerrado há vários anos, integra a lista de imóveis para concessão no âmbito do programa REVIVE, de recuperação de imóveis públicos, de elevado valor patrimonial, com o objetivo de os devolver às populações, com uma vocação turística.

Empresa em Portalegre inova na produção de inseticidas biodegradáveis

Será instalado em Portalegre um centro de investigação, desenvolvimento e produção de inseticidas biodegradáveis e não tóxicos para outras espécies ou ambiente; um investimento de cerca de 2,3 milhões de euros, financiado em cerca de um milhão de euros por fundos comunitários através do Portugal 2020.

Agricultores alentejanos terão facilitado acesso à água do Alqueva

Os agricultores alentejanos verão facilitado acesso à água do Alqueva para gado e rega. Esta é uma das medidas tomadas pela Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA) para prestar auxílio aos agricultores no combate à seca, cuja área, a sul, é cada vez maior.

De acordo com o Boletim Climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera do início de julho, 33,9% do território continental estava em seca extrema ou severa, 22,7% em seca moderada e 40,9% em seca fraca.

Corticeira Amorim compra metade da checa Vinilok por 11 milhões

A Corticeira Amorim adquiriu metade de empresa de vedantes da República Checa Vinilok. A empresa da família Amorim investiu 10,99 milhões de euros por 50% da Vinolok, especialista em vedantes de vidro para garrafas de vidro e espirituosos. Em comunicado enviado pela Amorim à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Corticeira Amorim declara que “celebrou um acordo para a aquisição de 50% da sociedade Vinolok, a.s., sedeada em Jablonec nad Nisou, República Checa.

Páginas