Está aqui

Empresas

Hotel Torre de Palma em Monforte já produz a sua própria energia

O Torre de Palma Wine Hotel, unidade de charme de cinco estrelas situada em Monforte, Portalegre, vai, a cada ano, produzir mais de 150 mil kWh de energia; evitar a emissão de 80 toneladas de CO2 e poupar mais de 20 mil euros em energia. Segundo comunicado daquela unidade turística a nova capacidade energética decorre da instalação de uma Unidade de Produção em Autoconsumo constituída por 360 painéis solares fotovoltaicos de 280W para produção de energia elétrica a partir do sol que será integralmente consumida pelo hotel.

Hotel cinco estrelas de 2,2 milhões de euros vai nascer em Marvão

A Vila de Marvão ganha o seu primeiro hotel de cinco estrelas, num investimento estimado de 2,2 milhões de euros e cuja conclusão se prevê para 2021. Segundo o Município de Marvão, o futuro hotel de cinco estrelas vai nascer na Casa da Janela Manuelina, dentro do Centro Histórico da Vila, que será adaptado em hotel de charme, tendo já projeto aprovado pelo Turismo de Portugal.

O investimento é espanhol e vai ser o primeiro do género feito no Alto Alentejo.

 

Alqueva "não está preparada" para acolher milhares de imigrantes

Luís Pita Ameixa, presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo, defende que a região não está preparada para acolher os milhares de imigrantes que ali chegam para fazer trabalhos agrícolas.
Pita Ameixa defende que há um problema de mão-de-obra sazonal mas que a região não tem condições para alojar os imigrantes que recebe, vindos de Leste e da Ásia e considera que parte da responsabilidade é da EDIA por considerar que o papel da empresa que gere Alqueva não se deve limitar às infraestruturas mas também ao desenvolvimento.

Um milhão para municípios combaterem a vespa-asiática

Capoulas Santos apresentou esta semana a Campanha Nacional de Combate à Vespa velutina ou vespa-asiática, e que tem uma dotação de um milhão de euros, que vão ser geridos pelos municípios. O dinheiro chegará aos cofres das autarquias através de uma compensação em sede de IVA aos agricultores, em subsídio não reembolsável.

A distribuição será de 10 mil euros por cada município, com reforços onde se der "aumento inesperado de ocorrências”, e com um cálculo feito de 25 euros/ninho primário e de 100 euros/ninho definitivo/secundário.

CP vende viagens para Évora e Beja a 2,5 euros e 3 euros

A CP vai dar desconto de 80% para vários destinos do País, numa acção de promoção para os próximos 3 meses. Os bilhetes para os serviços Alfa Pendular e Intercidades vão estar a preços de saldo. Por exemplo para Évora os bilhetes vão custar 2,5 euros. Para Beja, apenas 3 euros. Os bilhetes entre Lisboa e o Porto vão custar 5 euros durante os próximos três meses.

Um mês gastronómico de porco, borrego, pesca e caça em Reguengos de Monsaraz

Reguengos de Monsaraz vai organizar semanas gastronómicas do porco, do borrego, dos “Sabores do Lago” e da caça. A primeira semana gastronómica vai ser dedicada ao porco e decorre de 22 a 31 de março nos restaurantes do concelho que aderirem à iniciativa. As inscrições devem ser efetuadas nos serviços de cultura da autarquia até ao dia 15 de fevereiro e cada restaurante participante terá de ter um prato confecionado tendo como base a carne de porco.

Ervideira lança vinho alentejano de luxo que vai custar mais de 450 euros a garrafa

A Ervideira, casa da família Leal da Costa, famosa pelos seus vinhos, acaba de lançar o Conde D’Ervideira – 2 Barricas, numa edição limitadíssima a 300 garrafas de 1,5l e cujo preço de venda ao público andará entre os 450 e os 550 euros. Apesar do preço, mais de um terço da produção já está vendida.

Alcácer isenta de impostos quem construa no centro histórico

O Município de Alcácer do Sal ampliou os incentivos à reabilitação urbana do centro histórico da cidade, com isenção e redução das taxas municipais de urbanização e edificação, bem como a aplicação da taxa reduzida de IVA para quem construa no centro histórico. Ficam abrangidos "edifícios em ruína, cujos proprietários pretendam efetuar nova edificação após a demolição; edifícios degradados cuja manutenção seja inviável por a utilização atual ser incompatível com a nova proposta arquitetónica".

Novadelta é a primeira empresa portuguesa distinguida pela conciliação

A Novadelta, empresa do Grupo Nabeiro, de Rui Nabeiro, em Campo Maior recebe na próxima terça-feira, 5 de fevereiro, a Certificação da Conciliação, distinção atribuída pela primeira vez a uma empresa portuguesa, um reconhecimento da importância e gestão da conciliação entre a vida profissional, familiar e pessoal, dos trabalhadores da empresa.

A Cerimónia contará com a presença da Secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade, Rosa Monteiro e com o Presidente do Grupo Nabeiro – Delta Cafés, Rui Nabeiro, entre outros convidados.

 

Páginas