Está aqui

Cultura

Vasco Palmerim e Filomena Cautela vão apresentar Festival da Canção em Elvas

Elvas vai receber a grande final do Festival da Canção 2020. A notícia foi revelada esta semana, assim como já foram revelados os 16 temas a concurso. A gala do Festival vais ser apresentada por Filomena Cautela e Vasco Palmeirim.

O espaço que vai receber a gala é o conhecido Coliseu Rondão de Almeida, a maior sala de espetáculos do Alentejo, com capacidade para 7500 pessoas e que recebe os maiores eventos naquela cidade alentejana. Inaugurado em 2006 o coliseu foi construído no local da antiga praça de touros de Elvas.

100 anos de Amália Rodrigues em Elvas

O município de Elvas promove no próximo sábado, dia 18 de janeiro, um espetáculo de homenagem à diva portuguesa. 

“100 anos de Amália Rodrigues” vai acontecer no Cine-Teatro Municipal de Elvas, às nove e meia da noite e conta com os fadistas Ana Magarreiro, António Vieira, Helena Brita, Jorge Goes, José Luís Russo, Maria do Rosário, Nelson Cardoso, Olinda Moriano, Raquel Guerra, Rosa Maria, Toi Faria e Zarinha, acompanhados por Felipe Núncio, na guitarra de fado; Francisco Carvalho, na viola baixo; e Marco Conceição, na viola de fado. 

Final do Festival da Canção vai ser em Elvas

O Coliseu Comendador Rondão Almeida, em Elvas, vai receber a final do Festival da Canção agendada para 7 de março, segundo avança a airinformacao.pt

O anúncio oficial está a ser feito na sede da RTP, em Lisboa, pelo presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, e por representantes da direção e administração da Televisão pública. A última vez que o Alentejo recebeu este evento foi em 1989 em Évora.

Vinho e música clássica à luz das velas em Évora

A nova edição do ciclo “Lethes Clássico” começa esta quinta-feira, dia 16, e apresenta uma programação dedicada a Ludwig van Beethoven, no ano em que se assinala o 250.º aniversário do compositor. No dia seguinte terá lugar mais um concerto do ciclo “Notas à Conversa na Igreja de S. Vicente”, em Évora, com música clássica e degustação de vinhos à luz das velas.

Odemira lança concurso nacional de banda desenhada com prémios em dinheiro

O 14º Concurso Nacional de Banda Desenhada de Odemira marca o início das atividades da BDTECA – Mostra de Banda Desenhada de Odemira. O prazo para entrega de trabalhos decorre até ao dia 14 de fevereiro, sendo dirigido a maiores de 16 anos e com tema livre.

Música Checa abre em Vidigueira a temporada do Festival Terras sem Sombra

O grupo Tiburtina Ensemble apresenta-se na Igreja Matriz de São Cucufate, em Vila de Frades (Vidigueira), no próximo dia 18 de janeiro, pelas 21h30.

Odemira dedica dois meses à Banda Desenhada

A 14ª edição da BDTECA – Mostra de Banda Desenhada de Odemira decorre entre os meses de janeiro e março de 2020, na Biblioteca Municipal José Saramago, numa iniciativa promovida pelo Município de Odemira, em parceria com a Sopa dos Artistas – Associação Local de Artistas Plásticos.

Estremoz cria carta arqueológica e quer aumentar número de turistas

O Município de Estremoz vai criar a carta arqueológica do concelho. Entre os diversos objetivos desta iniciativa estão o registar e valorizar do património arqueológico existente e usá-lo para potenciar o turismo e o desenvolvimento económico, além de ser um auxílio no que toca ao ordenamento do território.

Esta semana o projeto deu o primeiro passo após a assinatura de um protocolo de colaboração entre a Câmara Municipal de Estremoz e a Escola de Ciências Sociais da Universidade de Évora (UÉ).

“A Maçonaria no Alto Alentejo” vê a luz do dia este sábado

Há um livro que promete desvendar alguns mistérios e contar algumas histórias: chama-se “A Maçonaria no Alto Alentejo 1821-1936”, da autoria do professor António Ventura, e será apresentado este sábado, no Alto Alentejo, em Portalegre, terra natal do autor.

No Centro de Congressos da Câmara de Portalegre, a apresentação da obra será feita por Maria de Fátima Nunes, professora catedrática da Universidade de Évora, decorre a partir das 16h30.

Na iniciativa estará também a Escola de Artes do Norte Alentejano e que tocará algumas músicas.

Cláudio Torres distinguido hoje em Mértola com Medalha de Mérito Cultural

O Governo atribuiu a Medalha de Mérito Cultural ao arqueólogo Cláudio Torres, em reconhecimento de “uma vida dedicada” à investigação histórica e às causas do património cultural e da arqueologia peninsular. 

Páginas