Está aqui

Cinema

O Poder e pobreza no Alentejo dos anos 50 em filme

O poder e a pobreza no Alentejo rural dos anos 50 é o foco do filme "Raiva" de Sérgio Tréfaut, e que estreia este domingo, no encerramento do festival de cinema IndieLisboa.

Depois de ter estado em grande destaque com o filme “Alentejo, Alentejo” - e que foi um grande promotor da campanha do Cante para chegar a Património Imaterial da Humanidade da UNESCO - o realizador luso-brasileiro volta a inspirar-se no Alentejo para nova obra, tendo partido do romance "Seara de vento", do escritor alentejano Manuel da Fonseca.

Mafalda Veiga, Sérgio Godinho e Ricardo Ribeiro em Castro Verde

A quinzena cultural Primavera no Campo Branco, em Castro Verde, conta com as participações de Mafalda Veiga, Sérgio Godinho e Ricardo Ribeiro.

Para além da música a iniciativa conta ainda com um ciclo de cinema português, uma feira de artes, uma feira do livro, teatro e exposições. A quinzena começa na sexta-feira, às 21:30, no Cineteatro Municipal de Castro Verde, com o concerto de Mafalda Veiga.

A Festa do Cinema Italiano em Beja e Évora

A edição 2018 da Festa do Cinema Italiano decorrerá este ano em várias cidades nacionais: Setúbal, Lisboa, Porto, Coimbra, Cascais, Almada, Aveiro, Viseu, Moita, e vem ao Alentejo para estar também presente em Évora e Beja, de 4 e 25 de abril.

Organizado pela Associação Il Sorpasso e com o apoio da Embaixada de Itália e do Istituto Italiano di Cultura di Lisbona, o evento pretende promover o novo cinema italiano junto do público português.

“A Aparição” no grande ecrã

Com a trama passada no Alentejo, “A Aparição” é um clássico da literatura portuguesa com assinatura de Vergílio Ferreira e que chega agora ao cinema pela mão do realizador Fernando Vendrell.

Vencedor do Prémio de Melhor Filme Português no Fantasporto, o filme – com um forte pendor autobiográfico, como toda a obra de Vergílio Ferreira – leva-nos de volta à Évora do final da década de 50, Alberto Soares, um jovem escritor e professor é colocado no Liceu de Évora, tal com aconteceu na realidade com Vergílio.

Filme de Évora nomeado para melhor curta-metragem do ano

A curta-metragem "A Língua", da realizadora Adriana Martins da Silva e da produtora Carla Magro Dias, foi nomeada para melhor curta-metragem de ficção do ano dos Prémios Sophia.

FESTIVAL DE MARVÃO NOMEADO PARA PRÉMIO IBÉRICO

Já com 6 edições, o “Periferias” o Festival Internacional de Cinema de Marvão e Valencia de Alcántara, recebeu uma nomeação na 3ª edição dos Iberian Festival Awards, na categoria “Best Non-Music Festival”.

No passado ano, o festival do norte-alentejano tema como inspiração o tema “Terra e Ambiente”, e foram projetados cerca de 30 obras, na área do cinema documental.

A entrega dos prémios Iberian Festival Awards decorrerá a 15 de março, em Lisboa.

 

Imagem de hardmusica.pt

 

ÚLTIMO FIM DE SEMANA DO FESTIVAL DE CINEMA DE GUERRA EM ELVAS

O Festival de Cinema de Guerra de Elvas encerra este fim-de-semana com chave de ouro. Na sexta-feira, 26 de janeiro, às 21H30 é visionado o "O último dos injustos" de Claude Lanzmann .
 
Sábado, 27, às 16H00 decorre a festa de encerramento do Festival com a presença do Escritor Sérgio L. de Carvalho, o realizador João Botelho, o actor Eurico Lopes e o Produtor Paulo Branco que traz mais uma estreia nacional "O Capitão". No domingo às 15H30 e já extra-competição é projetado o "Peregrinação" de João Botelho.
 

MAIS UM FIM-DE-SEMANA DE GUERRA EM ELVAS

A segunda edição do Festival de Cinema de Guerra da Raia continua este fim-de-semana, no Auditório São Mateus, em Elvas.

Este ano, em concurso estão 7 filmes e o programa inclui 2 workshops e 8 conferências, sendo exibidos no total 24 filmes com a presença de alguns atores e realizadores, para além de uma maratona StarWars.

Fica o calendário para o próximo fim-de-semana:

-Sexta-Feira às 21H30 no auditório São Mateus- A GRANDE MURALHA de Zhang Yimou

-Sábado às 15H30 no auditório São Mateus- PHOENIX de Christian Petzold

OLARIA TRADICIONAL DE VIANA DO ALENTEJO EM DOCUMENTÁRIO

Viana do Alentejo é dona de uma olaria muito particular e ancestral que está em vias de se perder. Para contrariar um número cada vez mais reduzido de "mestres da arte" o município tem multiplicado as iniciativas e eventos que sublinham essa riqueza patrimonial e que não se pode perder. Uma das medidas mais emblemática que tomou foi lançar um programa de formação de oleiros onde neste momento aprendem o ofício 16 formandos naquela vila alentejana.

HÁ GUERRA DA RAIA, OUTRA VEZ

Vem aí a segunda edição do Festival de Cinema de Guerra da Raia. A edição 2018 inicia-se a 5 de janeiro e terminará no dia 27 de janeiro.

Decorrerá no Auditório São Mateus, em Elvas. Este ano, em concurso estarão 7 filmes e haverá ainda espaço para 2 workshops e 8 conferências, sendo exibidos no total 24 filmes com a presença de alguns atores e realizadores.

A entrada é livre, nesta que é uma organização da AIAR - Associação de Desenvolvimento pela Cultura.

Páginas