Está aqui

Ambiente

PRIVADOS INVESTEM 381 MILHÕES EM CENTRAIS SOLARES

São 14 novas centrais solares fotovoltaicas, com capacidade de produzir 521 megawats, e que beneficiarão de licenciamento para projetos de produção em regime especial, por parte do governo, que só em cauções pagas pelos investidores, arrecada 6 milhões de euros.

COMISSÁRIO EUROPEU CARLOS MOEDAS VISITA ÁREA ARDIDA DE MAÇÃO

Mação foi duramente atingido este ano pelos fogos. Contas feitas e sem que tenha ainda terminado a época de elevado risco de incêndio, Mação viu arder cerca de 70% do seu território, com um total de 27 500 hectares de floresta destruída.

ALQUEVA: PRODUÇÃO DE CANÁBIS PODE GERAR 30 MILHÕES € POR HECTARE

Depois de uma unidade de produção de papoila de ópio para fins medicinais, já em funcionamento na zona do Alqueva, é a vez de um projeto de produção de canábis, também para fins medicinais, pretender instalar-se junto ao Grande Lago, aguardando para o efeito autorização da Infarmed, que permitirá ao governo posteriormente aprovar a sua instalação em terras alentejanas.

MARVÃO: ESTUDO DEFENDE ABATE DE 40 FREIXOS NO "TÚNEL DAS ÁRVORES FECHADAS"

Trata-se de um estudo encomendado pela Câmara de Marvão no Alto Alentejo e que foi divulgado ontem. O estudo, elaborado pela empresa Planeta das Árvores, um empresa especializada em arboricultura, defende que 40 dos 235 freixos centenários no chamado "Túnel das Árvores Fechadas", na estrada nacional 246-1, que liga o Marvão a Castelo de Vide, devem ser abatidos.

As árvores em questão, classificadas de interesse público, segundo o mesmo estudo, têm as suas raízes "afetadas" e constituem um perigo para os automobilistas daquela estrada.

ÉVORA INTEGRA REDE MUNDIAL DE EMPRESAS AMIGAS DO AMBIENTE

Por iniciativa de uma associação cívica alentejana, a Alentejo de Excelência, a cidade de Évora vai passar a integrar um movimento mundial de empreendedores e de organizações cívicas empenhadas em divulgar "soluções de negócios verdes que combatam as alterações climáticas" e capacitar os "eco-empreendedores".

Estamos a falar da Global Week of Green Business and the Climate Movement, que existe desde 2015 e que integra agora Évora, a par de Paris, Berlim, Tóquio, Cidade do Cabo, Lisboa, Barcelona, Sevilha, Santiago do Chile, Oviedo, Rabat, Panamá, Medellin ou Atenas, entre outras.

CAÇA, PESCA E CÃES DE MATILHA NUMA FEIRA MAIOR EM ODEMIRA

Odemira, na Costa Alentejana, recebe entre 2 e 3 de setembro a Feira da Caça Maior & Pesca Desportiva, numa organização conjunta da Câmara Municipal de Odemira, a Junta de Freguesia de S. Teotónio e as Associações de Caçadores e Pescadores do Concelho.

PARQUE FOTOVOLTAICO EM OURIQUE PRODUZ 4 VEZES O CONSUMO TOTAL DO CONCELHO

O projeto é da iniciativa da Prosolia Portugal, uma empresa de capitais nacionais, espanhóis e franceses e está a ser contruído em Grandaços, Ourique, no Baixo Alentejo. O Parque Solar terá uma potência de 46 MegaWats e produzirá anualmente cerca de 80 GWh, mais de 4 vezes o consumo anual de energia da totalidade daquele concelho do Baixo Alentejo.

Segundo a empresa este parque estará totalmente operacional dentro de um ano.

AMBIENTE ORDENA DEMOLIÇÃO DE DUAS BARRAGENS "ILEGAIS" NO ALENTEJO

O jornal Expresso, numa peça assinada por Abílio Ferreira, avança que o banqueiro luso-angolano Fernando Teles, proprietário da Herdade de Canelas, nas Alcáçovas, em Viana do Alentejo, com 1500 hectares, foi notificado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA), para demolir duas barragens construídas nessa herdade sem autorização.

AVIS ORGANIZA DESCIDA ECOLÓGICA EM CANOA PELA RIBEIRA DA SEDA

A descida em canoa pela Ribeira da Seda é uma atividade anual em Avis, no Alto Alentejo, com o intuito de chamar a atenção para a importância da preservação das zonas ribeirinhas.

O evento, da responsabilidade do Centro Cultural de Figueira e Barros e pelo Núcleo Regional de Portalegre da Quercus - Delegação do Concelho de Avis, decorre no próximo dia 27 de agosto, e é pontuado por cenários de grande beleza natural, ribeira abaixo, num troço que se estende entre o Paredão da Albufeira do Maranhão e a Ponte da Ordem, no limite dos concelhos de Avis e de Mora.

AGRICULTURA NO ALENTEJO EM "STRESS HÍDRICO"

Segundo as últimas previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística (INE) apesar dos trabalhos agrícolas terem decorrido até ao momento com normalidade, em algumas explorações a quantidade de água disponível não é suficiente "nomeadamente no caso de vinhas e olivais no Alentejo", que apresentam "já sintomas de stress hídrico". Para além deste problema o INE prevê um aumento do número de explorações agrícolas que deixam de ter capaciddae para satisfazer as necessidades de abeberamento dos animais.

Páginas