30 Dezembro 2014      00:00

Está aqui

Maria Leal da Costa distinguida pela Sociedade de Belas-Artes

A escultora Maria Leal da Costa foi distinguida pela Sociedade Nacional de Belas Artes pela obra "Correntes de Água".

Este galardão, Prémio do Salão Anual da Sociedade Nacional de Belas-Artes, atribuído há desde há duas décadas, distingue "obra relevante" exposta pelos artistas associados desta entidade, de acordo com a LUSA.

A peça premiada "Correntes de Água", foi criada em 2013 e é composta por mármore e aço oxidado.

Apesar de ser natural de Lisboa, Maria Leal da Costa, que frequentou o curso de Escultura da Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, reside e trabalha em Marvão, desde 1999. O seu legado artístico encontra-se presente em várias coleções privadas e públicas, quer no estrangeiro, quer em Portugal, nomeadamente no Museu da Cidade de Lisboa e na Fundação Calouste Gulbenkian.

A obra de Maria Leal da Costa, e outras de 173 artistas das mais diversas áreas - pintura, o desenho, a fotografia, escultura, tapeçaria, instalação e outras – estarão patentes na exposição do Salão Anual da SNBA 2014, até 23 de janeiro.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.