19 Novembro 2014      00:00

Está aqui

Como se testa um carro blindado? Disparando sobre ele com uma metralhadora, claro.

É importante um empresário ser capaz de se manter por detrás do seu produto, defendendo-o, mas se ele for um carro blindado, isso pode significar ir a extremos.
 
Trent Kimball, CEO da Texas Armoring Corporation, decidiu recentemente provar a qualidade do trabalho da sua empresa, colocando-se ao volante de um Mercedes-Benz GL-Class com vidro à prova-de-bala, que foi posteriormente baleado por um colaborador com uma metralhadora AK-47, a 20 metros de distância.
 
Como nunca deve ter tido conhecimento de ataques mortais envolvendo armas de fogo e SUV's de luxo, provavelmente já percebeu que o CEO saiu do carro sem um único arranhão. Na verdade o CEO saiu do carro fresco que nem uma alface.
 
Não que invejemos estar no seu lugar.
 
Os impactos das balas no vidro do veículo não fizeram nada mais do que projetar no ar algumas baforadas de vidro, mas o atirador teve o cuidado de não disparar duas vezes no mesmo local, porque como se sabe, isso é algo que o vidro à prova-de-bala nem sempre suporta. O que, adianta-se, é pouco provável que alguma vez aconteça na vida real, já que um ataque deste género apanha sempre o veículo em movimento. 
 

Original daqui.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.