13 Junho 2014      01:00

Está aqui

Aos que jazeram mortos naquele areal

No dia 6 de junho comemorou-se os 70 anos da coragem dos homens. Os 70 anos que algures nas praias remotas da Normandia Francesa as tropas alemãs viam irromper pelas praias homens, carros e muita vontade de vencer uma guerra sangrenta. Por vezes a historia mais abstrata dos números e o protagonismo dos decisores da altura fazem calar a história dos homens, a mesma que nós tentamos agora resgatar.

A história mais circunscrita da praia de Omaha Beach conta o périplo de um exército maioritariamente constituído de americanos que desembarcou no dia 6 de junho naquela praia para ganhar um confronto bélico. Sucedera fatalmente que o General Rommel houvera antecipado a estratégia aliada designando Omaha Beach como o cenário por excelência de um desembarque aliado pela curvatura da encosta, pela inclinação das terras e pela extensão do areal. Ao apetrechar aquela praia de inúmeros obstáculos à progressão das tropas aliadas, e depois de gizado um plano de defesa com recursoà força bélica adaptada aquele General selava o destino de 34 250 homens, tantos quantos os que ali combateram.

Os homens da primeira vaga de assalto deviam desembarcar antes da maré alta, cerca das 6h, e percorrer, com cerca de 50 KG de material, toda a extensão do areal pejado de obstáculos, evitando as rajadas das mortíferas metralhadoras alemãs. Para cada homem a única garantia era a de que atrás de si seguia um seu companheiro com a mesma vontade de sobreviver vencendo. Na sua retaguarda, os tanques de guerra deviam ser lançados ao mar num hibrido surpreendente que depois de insuflado ajudava os tanques a flutuarem até à praia. Na linha do horizonte, a marinha protegia o dispositivo no mar sem atacar os pontos alemães em terra. Naquele dia porém os híbridos insufláveis sucumbiram numerosos ao mar bravio deixando os homens na praia entregues a eles mesmos.

Os homens desta primeira vaga, que fitaram pela primeira vez os alemães nos olhos sucumbiram, muitos deles, no momento que pisaram terra firme. Os que milagrosamenteevitaram o festival da artilharia alemã esconderam-se como puderam atrás dos obstáculos dispostos na praia. A partir das 7 horas chegava a Omaha Beach a segunda vaga de assalto e com ela o brigadeiro general Cota. Foi ele que motivou aqueles homens a desafiarem altruisticamente a sua própria finitude. Perguntava na praia aos homens: “a que unidade pertence?”. À resposta: “à 5ª unidade dos rangers” asseverava “Rangers led the way”.

A emergência social consiste em explicar aos nossos concidadãos que, o dia D representa, nos nossos dias, uma preleção acerca do valor da própria vida que não se compadece com o ignorar os corpos que jazeram outrora naquele areal.  

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.