1 Fevereiro 2018      11:26

Está aqui

VIRGÍLIO CASTELO E O ÚLTIMO DIA DE UM CONDENADO EM BEJA

O texto de Victor Hugo, publicado em 1829, quando o escritor tinha apenas 27 anos e que foi uma tomada de posição política contra a pena de morte numa França em convulsão, excitada pelas execuções públicas da guilhotina, é levado ao palco do Pax Julia em Beja, no próximo dia 17 de fevereiro, quando se celebram 150 anos da abolição da pena de morte em Portugal.

Trata-se da história de um homem que nunca perde a esperança de conseguir alterar a sua sorte, como condenado à morte, nem mesmo com a guilhotina à vista, em plena Praça de Grèves, em Paris, palco das execuções públicas. O homem é representado por Virgílio Castelo, numa peça da Yellow Star Company, estreada o ano passado em Lisboa.

A peça prende os espetadores, que se questionam até ao fim como acabará o condenado e tem, garante o encenador Paulo Sousa Costa,"um final grandioso".

Imagem de capa de Duarte Roriz.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.