11 Janeiro 2020      21:25

Está aqui

Verne – O Verme Do Verbo

Sobrevivi. Eu, hoje, sobrevivi. Não sorri. Não me ri. Não brinquei. Não me senti feliz. Nem me senti triste. Muito menos, vivi. Eu apenas sobrevivi; e tudo bem com isso. E se tudo o que eu fiz hoje foi aguentar-me até chegar a casa, abrir a porta do meu quarto e atirar-me para o colchão da cama, já foi alguma coisa; fiz algo, e estou orgulhosa de mim mesma.

Quando tenho dias difíceis, acho estranho o facto de estar “viva”, pois não sinto nada além do desespero e da ansiedade que me comem a alma a pouco e pouco; e depois o corpo. Necessito de meter a mão no meu peito e sentir o meu coração a bater com força, como se estivesse exausto de fazer sempre o mesmo trabalho; eu sei que estás, calma.

Estou com medo. Estou insegura. Estou nervosa. Mas não faz mal. Se sinto tudo isso, é porque estou a sair da minha zona de conforto; e isso é algo bom, às vezes. Exceto se a zona de conforto for uma criatura humana: se alguém te faz duvidar de que és, realmente, boa pessoa e o tipo de essência que levas contigo, é porque não é importante para o teu processo de reconstrução; foge de pessoas que são guerras.

Sinto-me sozinha aqui; não sei onde…

Tenho o Inferno a pagar, mas já vendi a alma. Hoje estou cansada. Completamente exausta. Desabei de forma brutal, até que sinto um pouco de pena, mas não me arrependo; acontece, certo? O meu pai diz para eu dar valor ao esforço que fiz para chegar até onde estou agora; mas chegar onde? Até que ponto a dor irá começar a fazer sentido? Preciso da vossa esperança em mim, já não consigo sozinha.

Descodifiquemos as merdas que complicam, sim? Pensamentos não são ameaças. Pessoas sim. Pensamentos são apenas peças de um puzzle; peças essas que não fazem a mínima ideia de onde se irão encaixar.

Que obrigação é esta se de ser adulto – e a estabilidade emocional? Só quero o colo e os braços da minha mãe…

 

Beatriz Velez, natural de Reguengos de Monsaraz, estuda Ciência Política no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Letras desde sempre, frases são o seu lar.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.