21 Dezembro 2020      09:30

Está aqui

Unidades hoteleiras do Alentejo com fraca ocupação para o Natal e Ano Novo

Vítor Silva, presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo

As reservas nas unidades hoteleiras do Alentejo para o Natal e Ano Novo caíram extraordinariamente devido à covid-19, adianta a Planície.

De acordo com o presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT), Vítor Silva, “a situação de ocupação, tanto no Natal como na passagem de ano, vai ser muito fraca”.

Há cerca de um ou dois meses, os empresários tinham bastantes reservas mas, neste momento, devido às restrições resultados da pandemia de covid-19, “as reservas caíram extraordinariamente”, assinalou o responsável.

No entanto, Vítor Silva destaca que “como nos últimos anos se instaurou alguma tradição de passar a época natalícia em unidades hoteleiras, este ano este fator mantém-se, mesmo que a afluência seja mais reduzida. Há unidades hoteleiras que continuam a ter reservas”.

O presidente da ERT do Alentejo e do Ribatejo alertou ainda que a crise no turismo deverá continuar, pelo menos, até à próxima Páscoa, em abril, acrescentando que “o setor da animação turística e das agências de viagens está a passar por momentos ainda piores do que os da restauração e da hotelaria”.

O responsável prevê também que os primeiros três meses de 2021 irão ser muito difíceis. “A evolução pandémica em Portugal já permite que a Páscoa para o próximo ano, em abril, já possa trazer o princípio da recuperação da atividade turística em Portugal, no Alentejo e até a nível europeu e mundial. O Alentejo tem mostrado uma grande resiliência face a esta situação, embora as empresas estejam a passar por tempos muito difíceis, mas tem-se aguentado de maneira quase heroica”, indicou Vítor Silva.

 

Fotografia de ambitur.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.