20 Abril 2019      10:43

Está aqui

Uma viagem gastronómica com 84 maravilhas alentejanas que vai querer provar

Decorre o concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal” e, nesta segunda fase, há ainda 84 maravilhas da doçaria alentejana – representando 21 concelhos - a lutar para chegar a uma das melhores nacionais.

As “maravilhas” alentejanas competem num total de 420 nomeados – inicialmente eram 907 – e, na próxima fase, distribuídos por várias categorias, serão 140 os nomeados e serão conhecidos a 7 de maio.

Na Gala Finalíssima, a 7 de setembro, em cada categoria, dos 14 finalistas apurados, vão ser eleitos 7 doces pelos portugueses como 7 Maravilhas de Portugal.

Os concelhos com mais doces nomeados são Portalegre com dez, Beja, com nove, e Viana do Alentejo, com sete.

O campeão dos campeões no Alentejo é Portalegre de onde vêm: as Amêndoas do Douro Tostadas, as Bolachas de Vinho do Porto, a mítica Boleima, o Bolo Finto de Portalegre, os Fartes, o Folar, as Queijadas, o Queijo dourado, os Rebuçados de Ovo e o Toucinho do Céu de Santa Clara.

Os doces que Beja tem em competição são:  azeitonas confitadas cobertas, pão de rala, pastéis de toucinho do convento, pederneiras, porquinho doce, queijada de requeijão, queijinhos de hóstia, tosquiados e trouxas de ovos de Beja.

Já Viana do Alentejo - que tem até o seu festival de doçaria próprio, em Alcáçovas – e que tem a concurso sete doces: o doce Conde de Alcáçovas, o Bolo Conde de alcáçovas, fidalgo, folar tradicional, lampreia de ovos, queijadas de requeijão e o bolo real de alcáçovas.

No distrito de Beja, há ainda mais 5 concelhos ainda com doces em competição. Seis desses doces são de Alvito: Bolo folhado, Bolo folhado com chila, Fitas de mel, Pastéis de grão, Tarte de Chocolate e Sericaia; quatro da Vidigueira: água-mel, água-mel picante, mel com favo, mel de rosmaninho, e aos quais se juntam mais dois de Odemira e Serpa: as Alcôncoras de Amoreiras-Gare e as Queijadas de Serpa, respetivamente.

Nesta viagem gastronómica de adoçar a boca , no distrito de Évora, há ainda mais dez doces para: Compota de Escorcioneira, Doce de Abóbora, Doce de Escorcioneira, Doce de Tomate e Explosão de Abóbora e Requeijão e que representam Évora; de Estremoz chegam o Bolo de mel e noz à Antiga, o Gadanha, o Guizo e o Pão de Rala; de Redondo o Bolo folhado, a Escarapiada e as Merendeiras; de Montemor-o-Novo as Bolachas de Bolota e as Filhós de Cabrela; e, por fim, o famoso Sericá de Vila Viçosa.

A norte, no distrito de Portalegre, há onze doces; de Arronches chegam o Bolo de Azeite, o Nógado e o queijinho d'Arronches; Nisa não é só queijos e tem em competição os barquinhos, os bolos de Amêndoa e as Broas dos Santos; de Elvas competem as ameixas de Elvas e o Sericaia; o pastel de castanha de Marvão e o bolo de torresmos de Sousel.

 

Imagem de evoracapitalentejana.files.wordpress.com/

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.