7 Julho 2016      11:04

Está aqui

AS TOURADAS SEM SANGUE QUE FASCINARAM O CANADÁ

Apesar de ser um costume e uma tradição profundamente enraizada na cultura portuguesa, sobretudo no interior do país, as Touradas estão longe de ser um assunto consensual. Sobretudo devido às divisões existentes entre os mais “aficionados” e as associações, ativistas e partidos políticos defensores dos direitos dos animais. Mesmo não sendo tão violenta como a denominada Tourada à Espanhola, na Tourada à Portuguesa continua a existir derramamento de sangue. Mas há pelo menos uma arena no mundo onde isso não acontece. É em Dundalk, Ontario, Canadá, cujo relato e trabalho fotográfico de Darren Calabrese, publicado na revista Vice do Canadá, revelam um feito único: aqui, as touradas têm o aval das organizações de defesa dos animais e não há sangue.
 
Fruto do trabalho de dois imigrantes portugueses que há várias décadas se instalaram no Canadá, foi erguida uma Praça de Touros com cerca de 3.000 lugares sentados e em que se realizam as tradicionais corridas à portuguesa, mas com uma importante diferença: as bandarilhas são espetadas numa espécie de colete protetor de velcro e não no animal.

Contando com a participação de toureiros, cavaleiros e forcados profissionais, provenientes de Portugal, do México e da Califórnia, os canadenses parecem estar fascinados, tanto com esta recriação “onde homens crescidos se metem voluntariamente à frente de touros com 500 quilos, na esperança de os dominarem caindo no chão”. Como pela “iteração sem derramamento de sangue”.

Imagem de © Darren Calabrese, publicada no artigo original da © Vice Canadá, aqui.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.