16 Dezembro 2017      14:36

Está aqui

TERRAS SEM SOMBRA 2018 TRAZ A HUNGRIA PARA O ALENTEJO

O Festival Terras Sem Sombra já escolheu o país convidado para a edição de 2018. Após a Espanha, o país convidado para o Festival alentejano – que prevê 10 concertos -  é a Hungria.

Mas a edição 2018 traz mais novidades. Sempre com o objetivo de sensibilizar para a biodiversidade e para a importância do património, dos monumentos e sítios, após catorze edições,  desfez-se a a parceria entre a associação Pedra Angular-Associação dos Amigos do Património da Diocese de Beja e a diocese de Beja; este ano, a organização pertence na totalidade à Pedra Angular que conta com o apoio das autarquias e de alguns serviços descentralizados do Estado.

Será também realizada em 2018 uma coprodução com a Universidade Autónoma de Madrid e que prevê a apresentação dos concertos no Auditório Nacional de Madrid e no Alentejo.

A Autarquia de Elvas é uma das envolvidas neste festival - que mantem o figurino dos anteriores - e receberá um concerto de órgão, por Abraham Martinez, na Igreja de Nossa Senhora da Assunção.

Também Barrancos e Vila de Frades se estreiam em receber o festival que teve em 2017 cerca de 10.000 pessoas a assistir aos seus espetáculos.

A 14.ª edição será oficialmente apresentada a 17 de janeiro, na embaixada da Hungria, em Lisboa, seguindo-se apresentações em Budapeste, na Hungria e em Cáceres, Espanha

Participarão no festival o Coro da Catedral de Szeged, da Hungria, sob a direção de Sándor Gyüdi, o ensemble vocal da Córsega, Barbara Furtuna, a pianista norte-americana Pauline Yang e os pianistas portugueses Artur Pizarro e Nuno Vieira de Almeida, entre outros artistas.

 

Imagem de cm-santiagocacem.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.