17 Outubro 2020      11:31

Está aqui

Stayaway Costa

A iniciativa de obrigatoriedade de instalar a aplicação eletrónica Stayaway Covid nos telefones das pessoas é completamente estapafúrdia. É aberrante e abusiva, isto porque coloca claramente em causa a privacidade e os direitos, liberdades e garantias dos cidadãos.

Este caminho de autoritarismo que vamos vivendo não augura nada de bom! Só vejo duas razões para tão patética medida: 1) foi feita para beneficiar os negócios de alguém, ou; 2) serve precisamente para esconder as péssimas opções inscritas no orçamento de Estado para 2021 e as divergências existentes entre o Governo e aqueles que o vão aprovar.

Não há nada como uma boa polémica para esconder os problemas graves de um País que se afunda fortemente.

É tão evidente este cassetete em riste (denominado de Stayaway Covid), que me leva a acreditar que não foi pensado para aleijar ninguém. Enquanto que o OE para 2021, esse sim, vai aleijar brutalmente.

Garantidamente este OE para 2021 enferma pela falta de medidas de promoção de crescimento e emprego e de redução de carga fiscal. É um OE que está claramente a aumentar o fosso fiscal, acentuando as diferenças e favorecendo a economia de outros países em detrimento da nacional.

É um OE que afugenta o investimento (quando este é mais necessário do que nunca), não incentiva as exportações, agrava a vida da classe média (empobrece-a) e não é minimente credível. As desconfianças de diferentes setores da sociedade são mais do que evidentes.

Tendo em conta o contexto atual de crise, provocada pela pandemia de Covid-19, o OE 2021 deve conter medidas efetivas e impactantes, de forma a combater eficazmente todos os problemas que se perspetivam no curto prazo. Não me parece que podemos viver ad aeternum com anúncios simpáticos.

Tal como foi referido recentemente pela CIP: ´´O Orçamento do Estado para 2021 reflete uma estratégia que se limita a reagir aos sintomas da crise – através de um reforço das prestações sociais – ignorando a necessidade de contribuir para a sobrevivência das empresas e para a sua capacidade de preservar emprego e impulsionar o relançamento da economia”.

E claro, vamos continuar com uma dívida galopante, cada vez mais difícil de controlar. Por isso, garantidamente nada de estruturante irá acontecer.

Os ruídos de uma potencial crise política anunciada vão ser isso mesmo: ruídos!

E lá vai continuar a discussão sobre a utilização obrigatória da aplicação eletrónica Stayaway Covid, passando o OE 2021 para um plano completamente ignorado.

Que são espertos, são.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.