4 Janeiro 2018      18:10

Está aqui

SINES: 250 TRABALHADORES TEMEM PELOS SEUS POSTOS DE TRABALHO NA REFINARIA

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul, afetos à CGTP-IN denunciaram em comunicado que estão em causa cerca de 250 postos de trabalho do consórcio da manutenção da refinaria da Petrogal em Sines, detido por várias empresas como a EFATM, ATM, CMN e AC Services. Segundo aquele sindicato os trabalhadores já terão recebido comunicação do fim do seu contrato de trabalho "para 12 de fevereiro", o que consideram como despedimento.

Ainda segundo o sindicato a Petrogal tem assegurado os serviços de manutenção mecânica e elétrica através de contratações a empresas que recorrem "frequentemente a trabalhadores com vínculo temporário e precário", acusando a empresa de "evitar o pagamento do trabalho suplementar devido, o subsídio de refeição ou o gozo de férias".

Estes trabalhadores têm já um plenário geral marcado para 9 de janeiro, para discutir o assunto.

Imagem de capa de portugalfotografiaaerea.blogspot.pt

1 Comment

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.
António Nascimento (não verificado)    1 ano 11 meses
Comentário: 
esta foto não é da Refinaria de Sines