25 Janeiro 2019      10:33

Está aqui

Serpa e Mértola são zonas de protecção da rara Águia Imperial Ibérica

Há pelo menos um casal de Águias Imperiais Ibéricas a nidificar em Serpa e já tem três crias quase prontas a voar, o que faz entrar aquela terra alentejana no restrito grupo de concelhos onde aquela espécie ameaçada tem probabilidades de se multiplicar.

Os dados são do Projeto LIFE Imperial, que está a trabalhar de forma articulada com as autoridades locais, para proteger e recuperar a espécie. Segundo o LIFE, a Águia Imperial Ibérica está a nidificar na região de Moura e Barrancos e a região do Vale do Guadiana e Castro Verde, sinais que poderão indicar que a ave possa proliferar no sul do país.

Dadas as condições naturais da região, o município de Serpa, como o de Mértola, foram convidado para aderir à Rede de Custódia para a conservação da águia-imperial, constituindo-se assim como região guardiã da magnífica ave.

A águia-imperial-ibérica encontra-se actualmente em perigo de extinção, sendo a ave de rapina mais ameaçada da Europa e uma das espécies mais sensíveis às perturbações provocadas pelo homem. Em 2013 existiam 407 casais reprodutores em toda a Península Ibérica mas apenas 11 em Portugal.

A espécie é monogâmica e acsala entre Março a Julho, durante a qual as águias restauram um dos ninhos que têm usado durante anos.

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.