17 Outubro 2017      18:22

Está aqui

SECA ESTÁ A MATAR SOBREIROS NO LITORAL ALENTEJANO

Segundo o presidente da Associação de Produtores Florestais de Vale do Sado, no Diário da Região, as "temperaturas actuais não são normais e as árvores morrem de um momento para o outro”. O fenómeno está a afetar Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém, Sines e Odemira e preocupa os produtores florestais, que já prevêm, para além das perdas dos sobreiros na ordem dos 5% a 10%, perdas de qualidade e de quantidade da cortiça tirada na próxima campanha.

Ainda segundo aquele responsável, apesar da resistência dos sobreiros à seca, o stress hídrico e a perda de vitalidade está a matar sobretudo árvores mais jovens e pode vir a afetar a qualidade da cortiça na próxima década, já que influi na espessura destas.

Imagem de capa de greencork.org

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.