13 Setembro 2020      12:26

Está aqui

Santiago do Cacém e Moura lutam pela Limpeza Costeira

Em Santiago do Cacém, foi inaugurada, esta semana, uma escultura que pretende sensibilizar para a importância da preservação ambiental e, em particular, a proteção dos oceanos.

Da autoria de Jorge Vitorino, com 5 metros de comprimento, pesa cerca de 100 kg, tem 2 metros de largura e 2,6 metros de altura, verá o seu interior preenchido por lixo recolhido nos areais, numa iniciativa que conta com os apoios da Câmara Municipal de Santiago do Cacém e da Junta de Freguesia de Santo André e com os pareceres positivos do ICNF e da Agência Portuguesa do Ambiente.

Na inauguração, na costa de Santo André, junto da Reserva Natural da Lagoa de Santo André e da Sancha, o Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, referiu que “As questões que se prendem com a poluição dos oceanos estão cada vez mais na ordem do dia, e associar a arte com a consciencialização das pessoas é um casamento perfeito, e por isso felicito quem teve e concretizou esta ideia.”

No interior, em Moura também se assinala o Dia Internacional de Limpeza Costeira, um dia promovido pela Fundação Oceano Azul, de 19 a 27 de setembro.

O objetivo é a recolha de lixo marinho tentando mobilizar de novo a sociedade civil e o público em geral para o problema do lixo marinho e para a necessidade de maior proteção do oceano.

O concelho de Moura assinala o Dia Internacional de Limpeza Costeira através da realização de três ações de limpeza terrestre, designadamente a 19 de setembro, na Estação Náutica de Moura, a 20, na zona da Barca e a 26 numa ação que visa a limpeza do espaço envolvente ao Parque de Merendas da Estrela e do espaço envolvente ao Centro Náutico de Moura, localizado na Estrela.

Todos os interessados em participar nestas ações poderão realizar a sua inscrição junto da Câmara Municipal de Moura, através do envio de email.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.