2 Agosto 2020      11:57

Está aqui

Saber (a)mar

Pouso a palma do meu pé esquerdo delicadamente na areia molhada; ficando este com pingas, nunca esquecendo da camada de areia que o pinta serenamente. Respiro fundo e inalo o cheiro da maré cheia que dança ao meu redor: cheira a esperança, cheira a novo, cheira a renovação. Assim que o meu peito baixa, fecho com cuidado os olhos, sentido o mesmo a relaxar. Estou num estado profundo de calma.

Outro passo e tenho os meus dois pés dentro de água. Outro e a água voa pelos meus tornozelos. Ar. Preciso de ar, de novo. Volto a repetir a ação passada e recebo novas sensações.

Abro os olhos. O meu olhar cai sob o horizonte com o tom de azul mais bonito que vira nos últimos tempos. A cor simboliza harmonia e tranquilidade, sorrio por concordar, sentindo-me acolhida.

O cheiro continua a abraçar cada uma das minhas células e agradeço por estar aqui. Por estar em sintonia com a natureza desta vez. O ar fresco corre dentro de mim e sinto-me em paz.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.