16 Setembro 2018      11:36

Está aqui

Quercus Portalegre luta contra armazém de resíduos nucleares Almaraz

Após a autorização das autoridades espanholas para a construção de armazém de resíduos nucleares perto da Central Nuclear de Almaraz, a Quercus de Portalegre mostrou-se insatisfeita com este acontecimento que pode esconder uma prorrogação da licença de funcionamento da central nuclear que termina em 2020, disse o ambientalista Nuno Sequeira, em declarações à Rádio Portalegre.

A cerca de 100 quilómetros da fronteira nacional, junto ao rio Tejo, a Central Nuclear de Almaraz – a funcionar desde 1980 – já ultrapassou em quase uma década o seu útil de vida e tem apresentado várias falhas, com registo de alguns incidentes nos últimos anos.

Com a construção deste armazém, resíduos de outras centrais vão também poder ser aqui armazenados.

 

Imagem de mediaserver2.rr.pt

 

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.