17 Setembro 2019      16:39

Está aqui

Autarca e Reitora trocam acusações de atrasos na nova residência universitária em Évora

Ana Costa Freitas, Reitora da Universidade de Évora considera que a nova residência universitária deveria abrir este ano mas as obras não começaram sequer por causa do atraso "do licenciamento da câmara, que demorou muito", em declarações à Rádio Diana.

“Não tem sentido nenhum estarmos, já vai para seis meses, à espera de poder iniciar uma obra”, apontando o dedo ao Município “faz parte da administração pública e que é um pouco incontrolável”, declarou àquela rádio local.

Carlos Pinto de Sá, presidente da Câmara de Évora rejeita responsabilidades no atraso do licenciamento, apontado culpas "à falta de projeto” de especialidade, o que impediu o Município de proceder ao licenciamento, que ainda aguarda por esses projetos.

A nova residência tem destinada uma área de 27.000 metros quadrados, junto às piscinas municipais, vai custar cerca quatro milhões de euros, para 306 camas, distribuídas por 114 habitações, em modelo de campus universitário.

Imagens das páginas institucionais do município e da Universidade de Évora.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.