17 Setembro 2018      10:23

Está aqui

Portos em recuperação. Sines mantém maioria absoluta na movimentação de carga

Os portos nacionais movimentaram 54,7 milhões de toneladas entre janeiro e Julho, uma quebra de -4,1% face ao período homólogo

Apesar da quebra, como avança a Revista Cargo, este resultado denota uma significativa recuperação face aos «-10,8% registados em Março deste ano», com o contributo do Porto de Sines, que teve uma variação positiva de +3,6% em julho.

Segundo ainda a Autoridade da Mobilidade e Transportes esta evolução «resulta, em grande parte, do comportamento do Porto de Sines, que registou no próprio mês de Julho uma variação homóloga positiva de +3,6%», um factor positivo que, ainda assim, não impediu o porto de ficar, «em valores acumulados, a-8% dos valores homólogos de 2017», mas ainda assim detendo a maioria absoluta na movimentação de carga a nível nacional.

O porto alentejano « mantém a posição de líder representando em Julho 50,7% do total do movimento portuário», um número que está abaixo -2,1% em relação à quota nacional apresentada no período homólogo de 2017. Na segunda posição encontra-se o Porto de Leixões (20,8%), seguido de Lisboa (12,5%), Setúbal (7,4%) e Aveiro (5,7%).

Imagem de capa de Keith Skipper 

 

Siga o Tribuna Alentejo no  e no Junte-se ao Fórum Tribuna Alentejo e saiba tudo em primeira mão

 

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.