24 Fevereiro 2020      11:17

Está aqui

Porto de Sines continua a liderar movimentação de carga em contentores

Os resultados da movimentação de mercadorias nos portos do Continente durante o ano de 2019 foram esta manhã divulgados pela Autoridade da Mobilidade e dos Transportes (AMT): o volume global de carga movimentada nos diversos portos, situado nos em 86,9 milhões de toneladas, viu um decréscimo da movimentação no segmento dos contentores de -8,9% face a 2018. Sines e Leixões lideram, segundo informação avançada pela Revista Cargo.O sistema portuário do Continente fechou o ano de 2019 com um volume de 2,7 milhões de TEU, inferior em -8,9% ao valor de 2018, correspondente a -266,4 mil TEU. "Esta variação negativa é responsabilidade de Sines, que regista uma quebra de -18,7% (-327,2 mil TEU)", assinalou a AMT.

A AMT frisa ainda que o tráfego de contentores no Porto de Sines se desenvolve «nos segmentos distintos de operações de transhipment e com o hinterland, que apresentam também comportamentos diferentes». Assim, detalha, Sines perde -382,8 mil TEU no que toca ao transhipment, enquanto que nas operações com o hinterland regista um acréscimo de +55,7 mil TEU.

O Porto de Sines mantém a liderança com uma quota de 52,2%, inferior em -6,3 pontos percentuais ao anterior máximo, registado em 2018. Na posição seguinte encontra-se Leixões, com 25,2%, que reflecte um aumento homólogo de +2,8 pontos percentuais.

Em termos de movimentação global, o Porto de Sines mantém também a liderança, detendo uma quota de 48,1%, inferior em 3,6 pontos percentuais  ao que detinha no final de 2018. O Porto de Leixões ocupa a segunda posição (com 22,5%) de porto com maior volume de carga movimentada, seguindo-se depois os portos de Lisboa (13%), Setúbal (7,3%) e Aveiro (6,3%).

 

Fonte: Revista Cargo

 

 

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.